Publicidade
Manaus
Manaus

Intercom com Comunicação ‘bi-nacional’

Colóquio entre pesquisadores de Brasil e Alemanha marcou, nessa terça-feira(3) , o início do principal congresso da América Latina 04/09/2013 às 09:44
Show 1
Participantes do 1º Colóquio Brasil-Alemanha, no Centro Cultural Povos da Amazônia, destacaram os aspectos comuns da comunicação nos dois países
Jéssica Vasconcelos ---

O 1º Colóquio Bi-nacional Brasil Alemanha, realizado nessa terça-feira(3), no Centro Cultural Povos da Amazônia, marcou o início do 36º Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação (Intercom).

O debate, realizado para lembrar e homenagear o ano Brasil-Alemanha comemorado este ano no Brasil, teve como objetivo ampliar e aprofundar as relações entre os dois países, dando maior visibilidade à cooperação e incentivando novas parcerias.

Segundo a professora da Universidade Federal do Amazonas e coordenadora do colóquio, Mirna Feitoza, os pesquisadores dos dois países discutiram e levantaram questões comuns entre Brasil e Alemanha.

De acordo com Mirna Feitoza, entre os expositores do evento estiveram presentes Roberto Gondo Macedo, que apresentou o trabalho “Comunicação, democracia e sociedade: aspectos comparativos no contexto político eleitoral no Brasil e na Alemanha”; Neusa Gonzaga Pressler, que abordou o tema “Novas perspectivas nos Estudos e práticas de midias no Brasil e na Alemanha”; e Cláudia Maria Arantes de Assis, que expôs o trabalho “Memória digital: um estudo teórico da memória e seu contexto frente às novas mídias”. “O que aproxima esses pesquisadores é área de interesse entre Brasil e Alemanha”, acrescentou a professora.

Além do colóquio Brasil e Alemanha, durante toda a semanana uma extensa programação foi preparada para os mais de dois mil inscritos no congresso.

Amanhã a partir das 9 h a professora Lúcia Santaella, que é uma das maiores pesquisadoras em semiótica do País, vai abrir oficialmente o congresso debatendo o tema “Comunicação em tempo de redes sociais: afetos, emoções, subjetividade”.

Com 248 trabalhos concorrendo, 38 somente do Amazonas, a Universidade Federal do Amazonas (Ufam) é a instituição mais premiada da região Norte - com 18 prêmios - na história da Exposição Experimental de Pesquisa em Comunicação (Expocom). Para o professor e coordenador do congresso, Alan Rodrigues existe uma grande chance do Amazonas receber vários prêmios.

ReferênciasOutra programação aguardada é a entrega do prêmio “Luis Beltrão” de instituição paradigmática. A premiação que acontecerá no dia 5 será dada pela primeira vez a uma universidade do Norte. Segundo Alan Rodrigues a Ufam concorreu com instituições como Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ)e Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG)e ganhou o prêmio pela sua importância na história da comunicação da região Norte.

O professor Valnir Albuquerque, ex reitor da Ufam e professor aposentado do departamento de Comunicação, também receberá um prêmio. O “Trofeu José Marques de Melo de liderança regional será dado ao professor que dedicou sua vida ao trabalho e pela sua representação para a comunicação da região.

Publicidade
Publicidade