Quarta-feira, 26 de Junho de 2019
Manaus

Invasões já estão se tornando rotina no Santa Etelvina

Pela quinta vez em 13 meses, Estado mobiliza forças policiais para desocupar o mesmo terreno invadido no bairro



1.jpg Aproximadamente 120 militares, de diversas companhias da PM, foram mobilizados para cumprir o mandado judicial
27/11/2013 às 08:30

Pela quinta vez em um ano e um mês a Justiça cumpriu mandado de reintegração de posse de um terreno de 109 mil metros quadrados onde foi instalada a comunidade Nobre, no bairro Santa Etelvina, Zona Norte.

Aproximadamente 500 barracos foram demolidos durante a manhã em cumprimento a ordem judicial expedida em 18 de setembro pela juíza Monica Cristina Raposo Chaves, da 10º vara civil.

Conforme o oficial de justiça Joel de Souza, os invasores foram comunicados da ordem no dia 25 de setembro e não se retiraram do local e foi preciso a intervenção policial. A reintegração, contudo, aconteceu de forma pacifica e sem resistência. Apenas Juscelino Ferreira Gama foi detido por crime de desacato e incitação.

De acordo com o advogado do proprietário do terreno, Michel Gioia os invasores sabiam da ação e logo cedo começaram a retirar os pertences dos barracos.

O aposentado Antonio Pedro Souza, 68, que teve a casa demolida conta que durante muito tempo morou pagando aluguel no bairro Nova Floresta e invadiu o terreno por achar que essa seria a oportunidade de conseguir a casa própria.

Enquanto alguns ocupantes diziam não ter onde morar, outros fazem das invasões uma oportunidade de negócio, como o invasor conhecido ‘Ceará’ que diz saber que invadir não é correto. Ele, que está desde o inicio da ocupação, construiu na primeira vez uma casa no valor R$ 15 mil, mas o imóvel foi derrubado. “Eu sei que é errado, mas faço por que quero”, disse Ceará.

Por volta das 9h as maquinas paralisaram, pois surgiu um impasse entre o advogado do proprietário, a empresa Administradora de Bens Carlos Filho Ltda, e a advogada dos ocupantes, Norma Araújo.

A advogada alegava que a área descrita no mandado judicial estava sendo ultrapassada e alguns barracos estavam sendo demolidos em uma área que pertence a outro proprietário.

Após a decisão a do oficial de justiça Joel Souza os trabalhos continuaram até as 11 h quando foi parado novamente, pois uma planta do terreno apresentado pela advogada dos ocupantes colocou em dúvida o tamanho do terreno requerido.

Segundo Joel de Souza para que não acontecesse irregularidades foi tomada a decisão de paralisar o trabalho até que um relatório com o tamanho exato do terreno seja apresentado.

Estado mobiliza vários órgãos
Polícia Militar usou 120 militares enquanto proprietário gastou R$ 15 mil com logística da operação

Um contingente de aproximadamente 120 policiais militares do Comando de Policiamento Especializado (CPE), Ronda Ostensiva Cândido Mariano (Rocam), Companhia de Operações Especiais (COE) participaram da reintegração de posse na comunidade Nobre, ontem. Além deles, o Governo do Estado mobilizou representantes do Gabinete de Gestão Integrada da Secretaria de Segurança Pública (SSP), Secretaria de Estado de Assistência Social (Seas), Corpo de Bombeiros. Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), Delegacia Especializada em Crimes Contra o Meio Ambiente e Urbanismo (DEMA), Polícia Civil, Amazonas Energia e Batalhão de Policiamento Ambiental da Polícia Militar .

O custo com a logística da reintegração, alimentação dos policiais, máquinas, carros para transporte dos pertences dos invasores é de responsabilidade do proprietário do terreno. Segundo o advogado Michel Gioia todo o custo da operação em cada uma das ações de reintegração é cerca de R$ 15 mil.

O advogado diz ainda, que além dos custos do proprietário o Estado também gasta com essas ações pois precisa movimentar as tropas.

O coronel Fabiano Bó que comandou a reintegração alerta para a necessidade do proprietário manter a segurança no local já que se não for tomada providências os invasores irão retornar para o local. Uma guarnição da Rocam ficará no local apenas alguns dias.

Receba Novidades

* campo obrigatório

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.