Publicidade
Manaus
Cotidiano, Crime Ambiental, Dano Ambiental, Vazamento de Óleo , rio Nego, Ipaam, Multa

Ipaam multa empresa que derramou óleo no rio Negro, em R$ 300 mil

Conforme informações do órgão, o vazamento do produto ocorrido no último dia 26 de março, contaminou aproximadamente 900 m³, na orla do igarapé do São Raimundo, na Zona Oeste de Manaus 01/04/2013 às 13:35
Show 1
Uma das primeiras ações no dia do vazamento foi a de conter a mancha de óleo, com boias preventivas
Anderson Silva e Síntia Maciel Manaus

Uma equipe técnica do Instituto de Proteção Ambiental do Amazonas (Ipaam) acompanha nesta segunda-feira (1º) pela manhã, os trabalhos de recuperação de dano ambiental ao rio Negro, ocorrido na última terça-feira (26), ocasião em que aproximadamente 15 mil litros de CAPCM20 - produto derivado de petróleo usado para a produção de massa asfáltica –derramaram de uma balsa que transportava quatro tanques com o produto, a serviço da empresa Francis José Chehuan & Cia.

Paralelo ao monitoramento das atividades de limpeza os técnicos também devem entregar um auto de infração à empresa, cujo valor da multa é de R$ 300 mil.

De acordo com a assessoria de comunicação do Ipaam, com a entrega da multa, a empresa terá 30 dias – a contar desta segunda-feira -, para apresentar o comprovante de da destinação dos resíduos de CAPCM20, retirados do rio Negro

Conforme informações anteriores do órgão, o vazamento do produto contaminou aproximadamente 900 m³, na orla do igarapé do São Raimundo,  no bairro São Raimundo, na Zona Oeste de Manaus.

Em inspeção realizada no dia seguinte ao vazamento, pelos técnicos do instituto, não foram identificadas evidências de mortandade de fauna aquática.

As equipes de reportagem que estiveram no local do vazamento, na manhã desta segunda-feira, não puderam acompanhar o trabalho da empresa, que também não se pronunciou sobre o assunto.

Publicidade
Publicidade