Sexta-feira, 03 de Abril de 2020
Impasse

IPI dos concentrados: 'nós já estamos nos finalmentes', diz secretário de Guedes

Secretário especial de Produtividade, Emprego e Competividade (Sepec) do Ministério da Economia, Carlos da Costa, participou da reunião do CAS, em Manaus, nessa quinta (20)



Carlos-da-Costa-by-Washington-Costa-ME_2F458A32-0ACE-4F35-BFF3-8D86A78E7ECA.jpg Foto: Divulgação/ME
21/02/2020 às 07:31

O secretário especial de Produtividade, Emprego e Competividade (Sepec) do Ministério da Economia, Carlos da Costa, afirmou ontem que o governo federal está concluindo uma medida que irá manter a competitividade do polo de concentrados da Zona Franca de Manaus (ZFM). 

“Em relação aos concentrados, nós já estamos nos finalmentes, para tomar uma decisão que vai preservar a competitividade da região. Está na mesa do presidente da República. Nos finalmentes”, disse Carlos Costa à imprensa após a 290ª Reunião Ordinária do Conselho de Administração da Suframa (CAS).



Ao ser perguntado sobre a indecisão por trás da alíquota do IPI do polo de refrigerantes, Carlos da Costa evitou falar em data para apresentação de um outro decreto para resolver a insegurança da competividade do setor de concentrados. 

No dia 6 de fevereiro, o superintendente da Suframa, Alfredo Menezes, anunciou pela redes sociais um decreto do presidente Bolsonaro que deve fixar a partir do dia 1° junho o IPI dos refrigerantes em 8%.

No entanto, o decreto só teria validade de seis meses. À época, em entrevista para A CRÍTICA , o senador Omar Aziz disse que a medida era uma tentativa de Menezes de obter protagonismo.
Abertura
Após a reunião do CAS, Alfredo Menezes disse que está aberto ao diálago com a bancada amazonense no Congresso Nacional para juntos defenderem as vantagens comparativas e competitivas do modelo ZFM, que de acordo com ele, são garantia de integridade da floresta 

O vice-governador Carlos Almeida (PRTB), presente na reunião do CAS, afirmou que o governo do Amazonas acompanha com preocupação a questão da indefinição de uma alíquota  para o polo de concentrados, que mantenha a competitividade do setor. O vice-governador também chamou atenção para a reforma tributária dizendo que os esforços para evitar uma proposta nociva à ZFM estão sendo tocados pela bancada do Amazonas e o governo do Estado.

“Há uma preocupação permanente do governo do Estado do Amazonas em relação à segurança jurídica, a grande temática referente à questão dos do polo de concentrados se trata sobre isso. O recado que quer se dar para o resto do mundo com relação aos investidores que aqui no Amazonas é uma terra possível e passível de investimentos de forma perene. O governador está em Brasília justamente para tratar desta temática e estamos efetivamente tratando desta temática temporal estabelecida. Precisamos de algo muito mais estável para que nós possamos fazer um modelo de desenvolvimento aqui na região”, disse Almeida.

Codam aprova 37 projetos

A reunião do CAS analisou 32 projetos industriais – sendo 12 de implantação e 20 de atualização, diversificação e ampliação, com mais de US$ 188,7 milhões em investimentos, com expectativa de faturamento na ordem de US$ 1,2 bilhão e de geração de 1.380 postos de trabalho nos três primeiros anos de operação no Polo Industrial de Manaus (PIM). 

Um dos projetos aprovados foi de diversificação da empresa Tec Toy para fabricação de telefones e celulares, com investimento total de R$ 79 milhões e expectativa de geração de 151 empregos. Também foi aprovado  o projeto de ampliação/diversificação da empresa Cal-Comp, voltado à produção de placas de circuito impresso montada e memórias RAM, com investimento de cerca de R$ 86,7 milhões e expectativa de geração de 63 empregos, e o projeto de implantação da empresa Tutiplast visando à produção de assentos para motos e peças plásticas injetadas, com investimento de aproximadamente R$ 24,8 milhões e expectativa de geração de 120 empregos.
 
Outro projeto diz respeito a Amazônia Polpas para a  fabricação de polpas de frutas, concentrados para bebidas não-alcoólicas e geleias, doces, purês e pastas de frutas regionais, com investimento de aproximadamente R$ 6 milhões e expectativa de geração de 94 empregos.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.