Quinta-feira, 14 de Novembro de 2019
Manaus

Jimmy exige alimentação balanceada na cadeia

O presidiário, acusado de ser o mentor de um triplo homicídio, teria gastrite e por isso reclamou da comida servida na penitenciária   



1.jpg Jimmy teria se irritado com comida oleosa
13/06/2013 às 21:49

O presidiário Jimmy Robert de Brito, 33, está sendo acusado de ter jogado a marmita do almoço que lhe foi servido, na última quarta-feira (12), no agente de disciplina, responsável pela entrega da alimentação aos presos da Unidade Prisional Puraquequara (UPP), na Zona Leste.  Como punição, Jimmy  poderá ser mandado para o isolamento por 30 dias ou perder o direito ao banho de sol e ficar sem receber visitas.

Segundo  informação do diretor do Departamento do Sistema Penitenciário (Desipe), delegado José Divanilson Cavalcanti, a informação que recebeu é que o preso teria se irritado por achar que a comida estava um pouco oleosa e, por esse motivo, xingado  o agente  de disciplina e arremessado a marmita contra o mesmo.



Leia a íntegra deste conteúdo na edição impressa do jornal A Crítica desta sexta-feira (14)


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.