Publicidade
Manaus
DEIXARÁ SAUDADES

Jornalista Paulo Ricardo morre em São Paulo, onde lutava contra três tipos de cânceres

A família pretende trazer o corpo para Manaus, onde será sepultado ainda neste final de semana 07/07/2017 às 20:49 - Atualizado em 07/07/2017 às 20:52
Show paulo ricardo02222
Na cobertura da Copa das Confederações, em 2013, Paulo Ricardo fez grandes reportagens para o caderno Craque. Foto: Reprodução/ Facebook
Kelly Melo Manaus

O jornalista Paulo Ricardo Oliveira, 45,  morreu,  nesta sexta-feira (8), em São Paulo, após lutar  contra dois  cânceres  no cérebro e outro no pulmão, desde o ano passado. A morte dele abalou a imprensa local. 

A família do jornalista pretende trazer o corpo para Manaus, onde será sepultado ainda neste final de semana. Na Internet, vários colegas comentaram a morte de Paulo Ricardo e usaram as redes sociais para se despedir dele. “Descanse em paz meu grande amigo Paulo Ricardo. Você foi um guerreiro capaz de colocar qualquer lutador (daqueles que você adorava escrever sobre) no chinelo”, comentou o amigo e também jornalista, Adan Garantizado.

“Tenho tanto a falar... Um ótimo homem, profissional, companheiro, um pai sem igual”, afirmou a esposa Mary Benoliel. Em março deste ano, amigos e familiares de Paulo Ricardo se mobilizaram para angariar recursos para ajudá-lo no tratamento em São Paulo, onde  chegou a realizar um procedimento para a retirada de um tumor do cérebro.

O repórter tinha uma vasta experiência tendo passado por  veículos como  A CRÍTICA, onde ajudou a estruturar o caderno de esportes “CRAQUE”, “Em Tempo”, o extinto “Estado do Amazonas”, além de ter trabalhado na Câmara Municipal de Manaus (CMM) e em campanhas eleitorais.

Paulo Ricardo Oliveira  se formou pela Universidade Federal do Amazonas (Ufam) e teve uma passagem marcante pela Rede Calderaro de Comunicação (RCC), como na cobertura de grandes eventos esportivos. Em 2013, ele foi um dos repórteres especiais na cobertura da Copa das Confederações e foi o pioneiro na divulgação do MMA, assinando a coluna CRAQUE na Luta, a primeira voltada à modalidade no Amazonas.

Julho Verde
 A morte precoce do jornalista coincide com o mês da campanha “Julho Verde”, quando os especialistas alertam para a incidência e prevenção ao câncer de cabeça e pescoço. No Amazonas o câncer de tireoide é o sexto mais incidente.

O diagnóstico precoce e o rápido início do tratamento são fundamentais para a cura do câncer de cabeça e pescoço.

Durante este mês a coordenação estadual da campanha “Julho Verde” irá divulgar quais as ações que irão realizar ao longo de todo este ano. O próximo dia 27 é considerado o dia “D” em combate contra o câncer de cabeça e pescoço.

Sintomatologia
A Sociedade Brasileira de Cirurgia de Cabeça e Pescoço (SBCCP) alerta que é sintoma preocupante nódulo persistente no pescoço, principalmente quando não desaparece espontaneamente em até 21 dias, é endurecido e cresce progressivamente, além de lesão na boca que não cicatriza.

Amigos lamentam

Adan Garantizado  Descanse em paz meu grande amigo Paulo Ricardo. Você foi um guerreiro capaz de colocar qualquer lutador (daqueles que vc adorava escrever sobre) no chinelo.

Márcio Noronha  Ele se foi essa manhã, depois de uma dura e árdua luta em São Paulo. Falei com ele por telefone apenas três vezes nesse semestre. Foi pouco. Agora eu sei. Agora também sei o que ele quis dizer com aquela frase. “Nunca somos aquilo o que dizem da gente”. Voa em paz, Gavião.

Diego Rocha  Paulo, que tristeza! Você foi levado para um caminho acima de nós, que é iluminado por Deus e onde o bem prevalece. Sempre sorridente e brincalhão, você começou como meu chefe, no início da minha carreira, e se tornou um amigo/conselheiro (...). Mas sei que quem te conheceu não está bem com sua ida. Em frente, guerreiro! Que Deus conforte os familiares e amigos.

Márcio Paiva   Triste dia, triste notícia, faleceu amigo Paulo Ricardo que enfrentou nós últimos meses uma dura batalha contra câncer, à Mary, seus filhos, familiares e amigos compartilho meus sentimentos e ofereço minha irrestrita solidariedade. Paulo vá em paz.

Fabíola Pascarelli Que notícia mais triste! ?? O Paulo era daquelas pessoas que, como diz minha mãe, não tinha tempo ruim pra ele. Tava sempre tirando uma gracinha e animando o ambiente, mesmo nos momentos mais tensos que eram às vezes nossas coberturas em política. Nunca vou esquecer. Descanse em paz.

Alexandre Fonseca  Triste saber que você partiu amigo. Lembro de nossas parcerias nas pautas jornalísticas e há pouco mais de dois anos, de sua ideia de fazermos parcerias de palestras gastronômicas aqui em Manaus. Você seria o articulador em São Paulo e eu aqui. Não deu tempo amigo, mas me sinto honrado em ter convivido com você e dividido trabalhos e sonhos.

Clovis Miranda Luto! Partiu nosso amigo Paulo Ricardo, grande companheiro de muitas pautas.

Gerson Severo Dantas   Dia triste; meu ex-aluno; meu colega e irmão Paulo Ricardo Oliveira atravessou o espelho... DEP parente!

 

Publicidade
Publicidade