Publicidade
Manaus
BUSCA DE RESPOSTA

Jovem desaparece e surge em coma em hospital; família acusa a PM de agressão

Segundo pai de adolescente de 17 anos, câmera de academia flagrou jovem sendo algemado e abordado por policiais. PM afirma que jovem foi liberado normalmente. Caso foi registrado na Corregedoria 24/05/2017 às 09:11
Show video
Imagens mostram jovem sendo algemado por policiais (Foto: Divulgação)
acrítica.com Manaus (AM)

A família de um adolescente de 17 anos procura respostas para saber o que aconteceu com o jovem. Desaparecido desde a tarde do último domingo (21), o jovem foi encontrado na terça-feira (23), pelo pai, em coma, no Hospital e Pronto Socorro João Lúcio.

“Não sei muito que aconteceu, ainda vamos atrás de respostas”, disse o pai, um homem de 40 anos. Segundo ele, uma câmera de segurança de uma academia na avenida Autaz Mirim, no bairro Jorge Teixeira, Zona Leste, flagrou o momento em que o jovem é abordado e algemado por policiais da Força Tática.

O vídeo foi obtido pela reportagem do MANAUS HOJE e mostra, claramente, um policial militar abordando o adolescente e, com uma arma em punho, o ordenando a deitar no chão e pôr as mãos na cabeça. O jovem obedece e, em seguida, outros policiais chegam para dar apoio.

Logo depois, uma moto com duas pessoas, um homem e uma mulher, aparecem no local e o homem até tenta agredir o jovem, mas é contido por policiais. De acordo com o pai, um homem que trabalha com frete em frente a um supermercado próximo de onde aconteceu o fato revelou que o adolescente havia mexido com uma mulher na rua e que a mesma teria acionado a polícia. Em seguida, o jovem é colocado na viatura.

O coronel Cláudio Silva, comandante do Policiamento Metropolitano, ficou ciente do caso e falou sobre a ocorrência. Segundo o comandante, há mais vídeos que mostram o adolescente sendo liberado da viatura, logo em seguida, e saindo caminhando normalmente, sem hematomas. “Depois há um outro vídeo em que o jovem aparece andando normalmente”, disse.

O pai revelou que o filho possui vários hematomas no corpo, principalmente no rosto, cabeça e peito. “Ele está na UTI, hoje (ontem) tiraram os aparelhos que o ajudavam a respirar e ele não corre mais risco de morte. Agora vou atrás de respostas para saber o que aconteceu com ele”, explicou.

Caso na Corregedoria

O pai do jovem informou ainda que registrou na Corregedoria da PM sobre a ocorrência e, segundo ele, uma sindicância será instaurada para investigar o caso. O MH tentou contato com a Diretoria de Justiça e Disciplina (DJD), mas não teve sucesso.

Publicidade
Publicidade