Publicidade
Manaus
ATAQUE

Jovem esfaqueada na Ponta Negra morre após ficar 5 dias em hospital

Adolescente foi esfaqueada várias vezes por outra mulher quando voltava de luau com namorado e amiga. Os três foram atacados por um grupo no calçadão 17/12/2015 às 12:11 - Atualizado em 17/12/2015 às 12:13
Show manaus amazonas amazonia ponta negra banhistas reaberta balneario prefeitura de manuas mpe am acrima20130214 0016 1
Após o ataque, os infratores fugiram. Apenas a jovem foi ferida
reporter1

A adolescente Larissa Raiane de Souza Mesquita, 17, que foi esfaqueada na Ponta Negra no último domingo, morreu na madrugada desta quinta (17) no hospital onde estava internada, em Manaus, cinco dias após sofrer um ataque.

Larissa foi esfaqueada várias vezes por outra mulher durante um briga de um grupo contra ela, o namorado e uma amiga no Complexo Turístico da Ponta Negra, na orla oeste de Manaus. As três vítimas andavam no calçadão quando foram atacadas por várias pessoas.

O namorado de Larissa, e uma das vítimas do ataque, Denis de Souza, 30 anos, afirmou que os três retornavam de um luau na praia da Ponta Negra – evento que sempre participavam nas noites de sábado, quando foram surpreendidos pelo grupo. Após o ataque, os infratores fugiram. Apenas Larissa foi ferida.

A jovem de 17 anos foi socorrida e levada para o Hospital e Pronto Socorro 28 de Agosto, onde estava internada desde então e morreu nesta madrugada, cinco dias depois de ser esfaqueada.

Denis, o namorado, disse não saber o motivo de Larissa ter sido esfaqueada. Porém, segundo ele, a própria vítima afirmou que conhecia a mulher que desferiu as facadas. Segundo Larissa falou para Denis, a mulher se chamava Ketlen Ramos e as duas se conheceram naquela região da orla da Ponta Negra.

Policiais civis da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS) estão investigando o caso. Até o momento ninguém foi identificado ou preso.

Publicidade
Publicidade