Segunda-feira, 30 de Novembro de 2020
FINAL FELIZ

Jovem indígena desaparecido desde segunda (26) é encontrado na Compensa

Tchayere’ecü Jonas Mendes, 20, havia se desencontrado do seu pai, um líder indígena, no Centro de Manaus. O jovem relatou a ‘odisseia’ até conseguir chegar ao bairro onde foi encontrado



1adb56e4-502c-492b-a79d-361ddcee7ef0_6C3CFCD6-1E71-4B93-8DFC-D58CFD5AE29D.jpg Foto: Divulgação/Arquivo Pessoal
30/10/2020 às 13:57

O indígena Tchayere’ecü Jonas Mendes, 20, foi encontrado na manhã desta sexta-feira (30), na avenida Brasil, bairro Compensa, Zona Oeste. Ele estava desaparecido desde a última segunda-feira (26), após ter se desencontrado do próprio pai, um líder indígena do povo Tikuna em Tabatinga, no Centro de Manaus.

De acordo com a irmã do jovem, a técnica de enfermagem Gelsineia Antonio Mendes, 39, que mora na capital há um ano e dez meses e no mesmo bairro onde o rapaz foi encontrado, Tchayere’ecü foi localizado após o pai receber informações de que o filho estaria caminhando pela área da Compensa, ainda na noite de ontem.



“Depois de passarmos o dia de ontem procurando por ele, chegamos em casa por volta das 22 horas e um vizinho nos disse que tinha visto um rapaz parecido andando pelas redondezas do bairro. Então, o meu pai disse: Se o meu filho está por aqui, ele vai aparecer”, comentou. “Como ele sabia mais ou menos onde eu morava, deixamos a janela e porta aberta no caso de ele aparecer. Nessa manhã, o meu pai saiu cedo para procurar por ele e o encontrou na praça da avenida Brasil”.

Gelsineia Mendes revela ainda que o irmão contou à família que logo ao chegar no final da linha 560, pediu ao motorista de ônibus que o levasse até o bairro Compensa. “No final da linha, ele não tinha dinheiro e contou para o motorista que não era de Manaus e que queria ir para a Compensa. Então, acreditamos que esse motorista o ajudou. Quando ele chegou em casa, ele estava muito sujo e com muita fome, desorientado mesmo”.

A técnica de enfermagem demonstrou alívio com a aparição do irmão e afirma que as divulgações sobre o desaparecimento do jovem ajudaram na localização. “Eu estava mais preocupado com o meu pai. Foi um alívio por que ele não demonstra tristeza, o meu pai é o tipo de pessoa que demonstra estar tudo bem o todo o tempo. Então, ter essa certeza de que o meu irmão foi encontrado, eu tenho a certeza de que o meu pai está contente e bem”, ressaltou.

“A gente recebeu muito apoio, muitas pessoas ligaram para o meu pai para dar consolo. Muitas pessoas queriam saber mais detalhes de como ele estava vestido, ajudar mesmo. Agora, o meu irmão precisa de ajuda por que ele é dependente químico, e vamos fazer o possível para ajudá-lo”. O pai e o filho são indígenas da etnia Tikuna, moram no município de Tabatinga, distante 1.108 de Manaus e estão na capital em busca de atendimento para dependentes químicos.

News karol 2d8bdd38 ce99 4bb8 9b75 aaf1a868182f
Repórter de Cidades
Jornalista formada pela Uninorte. Apaixonada pela linguagem radiofônica, na qual teve suas primeiras experiências, foi no impresso que encarou o desafio da prática jornalística e o amor pela escrita.

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.