Terça-feira, 18 de Junho de 2019
Manaus

Juiz expedirá ofício para saber se Marcelaine está frequentando estabelecimentos de Manaus

Socialite teria sido vista almoçando em um restaurante da capital, sem autorização da Justiça. Ela também está proibida de viajar e deve ficar, no mínimo, a 500 metros de distância de Denise Almeida



1.jpg Marcelaine Santos Schumann segue sendo monitorada por meio de uma tornozeleira eletrônica
01/05/2015 às 18:27

O promotor de justiça Rogério Marques, que atua no processo da empresária Marcelaine Schumann, afirmou que a socialite tem liberdade para andar pela cidade durante o dia, uma vez que ela está em liberdade provisória. Embora seja contrário à decisão do juiz, Mauro Antony, o promotor informou que as restrições que cabem a Marcelaine são de não poder sair da capital sem a autorização do juízo e ficar fora da casa dela no período da noite.

Marcelaine teria sido vista almoçando em um restaurante, na Zona Centro-Sul, na tarde da última quinta-feira (30), com um novo visual. Ela é acusada de ter mandado matar a estudante de direito Denise Almeida, por causa do envolvimento amoroso dela com o amante da socialite, Marcos Souto, em novembro do ano passado. O caso ficou conhecido nacionalmente.

Outras restrições que estão previstas para a socialite, conforme consulta realizada no site do Tribunal de Justiça do Estados (TJ-AM), foi o confisco do passaporte dela, o dever de permanecer no mínimo a 500 metros da vítima, além do monitoramento eletrônico por meio de uma tornozeleira.

“Na segunda-feira vou oficiar a Secretaria de Administração Penitenciária para saber se a Marcelaine está descumprindo as medidas impostas a ela”, informou o juiz Mauro Antony, que disse que só pode tomar alguma medida se houver alguma informação dessa natureza anexada aos autos. 


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.