Terça-feira, 07 de Abril de 2020
CASO FLÁVIO

Juíza aceita pedido e mãe de Flávio será assistente de acusação

Ontem (18), a Justiça do Amazonas aceitou denúncia apresentada pelo MP e tornou réu quatro suspeitos, entre eles Alejandro e Paola Valeiko, ambos filhos da primeira-dama de Manaus Elisabeth Valeiko



WhatsApp_Image_2020-02-19_at_14.21.05_5651002C-1CA9-40A6-8D80-BAE89C567514.jpeg Foto: Arquivo AC
19/02/2020 às 14:25

A juíza  Ana Paula de Medeiros Braga, titular da 2ª Vara do Tribunal do Júri da Comarca de Manaus, aceitou o pedido dos advogados da família de Flávio Rodrigues para que a mãe da vítima, Maria Irecê Rodrigues dos Santos, seja assistente de acusação no processo que investiga os responsáveis pela morte do filho. 

Ontem (18), a Justiça do Amazonas aceitou denúncia apresentada pelo Ministério Público Estadual (MP-AM) e tornou réu quatro suspeitos, entre eles Alejandro e Paola Valeiko, ambos filhos da primeira-dama de Manaus Elisabeth Valeiko, esposa do prefeito Arthur Neto (PSDB).



Alejandro, Da Paz e o lutador de MMA Mayc Parede são acusados pelo homicídio do engenheiro Flávio Rodrigues, encontrado morto no dia 30 de setembro de 2019 em um terreno baldio no bairro Tarumã, Zona Oeste, após uma festa na casa do filho da primeira-dama, localizada na mesma Zona.

Já Paola Valeiko é acusada por fraude processual. Ela esteve na casa de Alejandro, e, de acordo com a denúncia do Ministério Público, ela teria atuado para 'fraudar' a cena do crime.  Em depoimento prestado para a Polícia Civil, Alejandro confirmou que a irmã esteve na casa e que ela, e a mãe, limparam o que seria 'sangue', que, de acordo com Alejandro, era dele próprio. 

O quarto réu José Edvandro, que também esteve na casa de Alejandro no dia em que Flávio foi morto, é acusado de denunciação caluniosa.

Na decisão judicial que a reportagem de A Crítica teve acesso, a juíza Ana Paula determina, também, a suspensão do segredo de justiça no processo que apura a morte do engenheiro. O pedido foi feito pela defesa de Alejandro Valeiko e pelos advogados da família da vítima. 

Relembre o caso

O engenheiro Flávio Rodrigues dos Santos foi encontrado morto na manhã do dia 30 de setembro de 2019, em um terreno baldio do bairro Tarumã, na Zona Oeste de Manaus. Investigações da polícia apontaram que o engenheiro havia sido visto, pela última vez, em uma festa na casa de Alejandro Valeiko, filho da primeira-dama de Manaus, em um condomínio de luxo no bairro Ponta Negra.

Um inquérito sobre o caso foi estabelecido pela Polícia Civil, a cargo da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), e indiciou Alejandro, da Paz e Mayc Paredes como possíveis autores do suposto homicídio. Paola Valeiko foi indiciada por fraude processual. José Edvandro Júnior também esteve presente no local do crime e foi indiciado por denunciação caluniosa,

O inquérito policial foi entregue ao Ministério Público do Amazonas no final de novembro e, após novas diligências sobre o caso, o órgão ministerial apresentou denúncia para a Justiça do Amazonas, que agora aceitou o procedimento processual e transformou os indiciados em réus.

Repórter

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.