Publicidade
Manaus
Acidente de trânsito

Juíza mantém prisão de homem que atropelou quatro pessoas na Cachoeirinha

Uma mulher morreu e outras três pessoas, entre elas uma grávida, também ficaram feridas no acidente ocorrido na noite de domingo (20) 22/11/2016 às 14:28
Show dip
O motorista foi levado ao 1° DIP onde prestou depoimento
acritica.com Manaus (AM)

A juíza plantonista criminal do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM) Lídia de Abreu Carvalho Frota converteu em prisão preventiva a prisão em flagrante de Fabrício Gonçalves Torres, acusado de atropelar quatro pessoas no bairro Cachoeirinha. A empregada doméstica Zilda Amorim de Oliveira, 46, morreu no local e outras três pessoas ficaram feridas. O caso ocorreu na avenida Maués na noite deste domingo (20).

De acordo com informações do Centro Integrado de Operações de Segurança (Ciops), o veículo conduzido por Fabrício, de modelo Montana Conquest, cor cinza e placas NON-3383, invadiu a calçada e atingiu o grupo.

O inquérito policial que apura as circunstâncias do acidente chegou à Justiça no final da tarde de segunda-feira (21). Em sua decisão, proferida na mesma data, a juíza destaca que "a custódia se justifica pela garantia da ordem pública, tendo em vista a gravidade in concreto da conduta".

Fabrício foi preso em flagrante delito, segundo o inquérito, pelos crimes previstos nos artigos 302, §1º, I e II e 306 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB). A juíza, ao analisar o auto de prisão em flagrante, não observou qualquer vício que pudesse ferir as normas previstas na legislação e destacou tratar-se “de crime cuja gravidade subsiste, ao passo em que houve pluralidade de vítimas e constatação de óbito quanto a uma delas".

Ela observou, ainda, que há nos autos da prisão em flagrante delito, declarações (de testemunhas) que confirmam a situação de flagrância.

A decretação da prisão preventiva foi fundamentada nos artigos 312 e 313, I, do Código de Processo Penal. Como o inquérito policial foi recebido durante o plantão judicial, o processo foi distribuído na manhã desta terça-feira (22), primeiro dia útil após o plantão, para a Vara Especializada de Crimes de Trânsito da Comarca de Manaus.

Publicidade
Publicidade