Publicidade
Manaus
Manaus

Julgamento de mulher acusada de assassinar a mãe à facadas começa com atraso

O julgamento de Giselle Lima da Silva começou às 10h por conta de atraso do promotor 13/03/2013 às 12:44
Show 1
Giselle é acusada de ter assassinado a mãe, Maria do Socorro Silva
acritica.com * ---

A dona de casa Giselle Lima da Silva começa a ser julgada nesta quarta-feira(13) em Manaus pela morte da mãe dela, Maria do Socorro Lima da Silva, 50, crime ocorrido no dia 23 de junho de 2012.  Giselle é acusada de ter assassinado a mãe com 109 facadas.

Até agora, duas testemunhas de acusação foram ouvidas, a filha de 13 anos de Giselle e uma irmã da acusada. Durante o depoimento das testemunhas, Giselle demonstrava frieza e encarava as testemunhas.  A filha de Giselle disse que a mãe era usuária de drogas e sempre demonstrava comportamento violento. A irmã da acusada que prestou depoimento também disse que Giselle era violenta com a mãe, que muitas vezes a protegia por ser a filha mais nova.


Na hora em que foi chamada para falar, Giselle confessou ter cometido ao crime mas afirmou que não lembrava de muita coisa porque estava usando droga há quatro dias. Ela falou que  discutia frequentemente com a mãe que não aceitava que Giselle fosse usuária de drogas. Em uma dessas discussões, Maria do Socorro expulsou Giselle e os filhos de casa. Depois de falar, Giselle teve uma crise de choro dizendo que está com medo de ser condenada, ir para a cadeia e ser morta em algum motim ou rebelião que venha a acontecer na cadeia.

O debate teve início há pouco tempo. O promotor  está dando destaque à crueldade da acusada em dar várias facadas na mãe que não teve chance de se defender.

 (*) Colaborou Joana Queiroz


Publicidade
Publicidade