Domingo, 19 de Maio de 2019
TUDO LEGALIZADO

Justiça autoriza greve dos rodoviários com 50% da frota nas ruas a partir de segunda (23)

Presidente do sindicato, no entanto, afirma que aguarda negociação com prefeitura e empresários até o dia 27. "Se nada sair, publicamos edital de greve no mesmo dia"



WhatsApp_Image_2017-01-17_at_17.09.14.jpeg
Paralisação dos ônibus na terça-feira foi considerada ilegal (Foto: Aguilar Abecassis)
19/01/2017 às 15:10

O juiz Adílson Maciel Dantas, do Tribunal Regional do Trabalho (TRT/11ª Região) autorizou o Sindicato dos Trabalhadores em Transporte Rodoviário de Manaus a paralisar 50% da frota de ônibus da capital na próxima segunda-feira (23 de janeiro). 

O magistrado atendeu aos novos argumentos da entidade, que conseguiu mostrar nos autos do processo ter agido dentro das regras no que se refere ao direito à greve. “É evidente que a greve se constitui em um direito fundamental do trabalhador”, diz Adílson Dantas. Ele diz que a categoria deverá dar ampla publicidade a decisão sobre a paralisação.

O presidente do Sindicato dos Rodoviários, no entanto, afirmou que não haverá greve - pelo menos até a próxima sexta-feira. Ele espera o prazo de dez dias de negociação com prefeitura e empresários para tentar evitar a greve. Mas adianta que, se não houver acordo, a paralisação ocorrerá.

“A Justiça disse que podemos fazer a grave a partir de segunda-feira. Mas vamos aguardar o prazo de dez dias que a Prefeitura nos deu, pois fiz um acordo com o prefeito Arthur, e vou cumprir. Mas se até a próxima sexta-feira nada for decidido, vamos publicar o edital de greve no mesmo dia. Vamos parar 50% da frota como a justiça nos permitiu”, destacou Givancir. 


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.