Publicidade
Manaus
decisão

Justiça do Trabalho proíbe greve dos rodoviários em Manaus

Greve havia sido decidida na semana passada, mas juíza suspendeu a decisão e garantiu a circulação integral dos ônibus nesta terça-feira 16/01/2017 às 18:32 - Atualizado em 16/01/2017 às 19:03
Show img0017264164
Rodoviários terão que colocar ônibus nas ruas amanhã (Foto: Arquivo AC)
acritica.com Manaus (AM)

A Juíza do Trabalho, Eliane Leite Correa determinou que seja mantida a circulação de 100% da frota de ônibus nesta terça-feira, 17, proibindo que o Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários de Manaus realizem qualquer tipo de paralisação sob pena de multa diária de R$ 100.000,00.

A decisão foi favorável ao pedido da Procuradoria Geral do Município (PGM) que entrou com uma ação Civil Pública nesta segunda-feira, 16, no Tribunal Regional do Trabalho (TRT) para impedir a paralisação geral dos serviços de transporte coletivo.

CONFIRA A ÍNTEGRA DA DECISÃO

Em sua decisão, a juíza entende que os motivos alegados pelo sindicato não configuram-se suficientes para a deflagração de uma greve. "Ora, os dissídios coletivos têm mecanismo próprio para cumprimento das sentenças proferidas, e que em nada se confunde com o exercício do direito de greve, conduta extrema e por isso deve ser tomada com a devida cautela", afirma Eliane Correa, em sua decisão.

O pedido da Prefeitura de Manaus, processo n0000067-26.2017.5.11.0005, foi analisado pela 5o Vara do Trabalho de Manaus e de acordo com o procurador geral Marcos Cavalcanti, ficou claro que a greve seria abusiva, ilegal e iria prejudicar a população manauara.

“Prevaleceu o bom senso. A população não pode e não deve ser prejudicada. Amanhã os fiscais da prefeitura estarão nas garagens  vistoriando o cumprimento da decisão”, disse o procurador.

Publicidade
Publicidade