Publicidade
Manaus
Cotidiano, Polícia, assassinato, Necrópsia Animal, Caso Belota, Justiça, 1ª Vara do Tribunal do Júri

Justiça recebe laudo necroscópico de cão morto no Caso Belota

Animal de estimação de Gabriela Belota foi assassinado a mando de Jimmy Robert, após ele ordenar que a dupla de comparsas calassem o animal, que teria presenciado a morte da universitária 08/03/2013 às 11:35
Show 1
Laudo da necrópsia atesta que Rick foi asfixiado antes de morrer
acritica.com Manaus

Asfixia. Esta foi a forma como o Yorkshire Terrier, Rick, da estudante universitária Gabriela Roberto Belota, foi morto, no dia 27 de janeiro deste ano, conforme o laudo de necropsia veterinária, enviado à 1ª Vara do Tribunal do Júri, onde tramita o processo do triplo homicídio, que teve como vítimas a acadêmica de Odontologia, a mãe Maria Gracilene Roberto Belota, e o tio Roberval Roberto Brito.

O crime foi praticado pelo filho de Roberval e sobrinho de Gracilene, Jimmy Robert Queiroz de Brito, juntamente com o namorado Rodrigo de Moraes Alves, e Ruan Pablo Magalhães, todos presos.

O laudo de necropsia veterinária foi assinado por Akel Araújo Cavalcante e Daniel Henrique Soares Herrera, peritos médicos veterinários legistas.

Em depoimento à polícia, Rodrigo e Ruan Pablo, revelaram que o cachorro de estimação de Gabriela, foi morto a mando de Jimmy Robert, que ao voltar para o apartamento e constatar que sua prima já estava morta ordenou que calassem o animal.

O corpo do cão foi pendurado em um gancho de rede.

Publicidade
Publicidade