Publicidade
Manaus
DESCASO

Lâmpadas queimadas deixam Terminal 2 na escuridão e usuários reclamam

Segundo os usuários e comerciantes que trabalham na área, o problema já se “arrasta” há dois meses, sem que a Prefeitura de Manaus providencie a manutenção 20/12/2017 às 05:35
Show t2
Foto: Antônio Lima
Danilo Alves Manaus (AM)

Inaugurada há pouco mais de um ano, a estação de Conexão 2, o antigo Terminal de Integração (T2), no bairro Cachoeirinha, na Zona Sul, está parcialmente no escuro, dificultando a vida de motoristas e usuários, que ainda ficam mais expostos a roubos e furtos. Pelo menos 22 lâmpadas que foram instaladas para iluminar o local durante a noite estão queimadas. Segundo os usuários e comerciantes que trabalham na área, o problema já se “arrasta” há dois meses, sem que a Prefeitura de Manaus providencie a manutenção.

A reportagem do Portal A Crítica foi até o local e constatou que a maioria das lâmpadas queimadas está concentrada na parte central da estação. As demais que estão com problema ficam instaladas nas entradas do terminal.

A escuridão incomoda os usuários, sobretudo porque favorece os criminosos. Com a falta de iluminação, aumentou o número de ocorrências dentro da estação. Pequenos furtos e até assaltos foram registrados pelo 1º Distrito Integrado de Polícia (DIP). Na última semana, três casos de furtos a documentos e celular foram registrados, conforme equipe de investigação da delegacia.

Quem vive à mercê da violência no local é Dayana Giselle Santos, 19, comerciante, que passa pela estação diariamente. Ela, que ajuda a mãe no comércio, disse que já flagrou roubos dentro do terminal. “Eles escolhem os pontos mais escuros, aproveitam o fim de ano, que as pessoas estão com sacolas maiores, e tiram objetos dos bolsos das vítimas. Uma vez eu vi, no ponto da linha 624, um homem levando o celular de uma senhora de idade, se aproveitando da falta de iluminação”, denunciou.

Dificuldades

Já a dona de casa Maria Eugênia, 28, que precisa esperar quase todos os dias pelo ônibus da linha 446, reclama da falta de visibilidade do usuário durante a noite. O ponto em que ela aguarda o coletivo fica localizado bem abaixo de várias lâmpadas queimadas.

“Existem passageiros que não têm condições de esperar em pé no terminal. Alguns já são idosos. Quando o ônibus passa na parada, alguns não enxergam e não conseguem alcançar o coletivo. Diariamente você encontra dificuldades por conta dessa escuridão”, reclamou.

Para o técnico em administração Roberto Ferito, 33, o problema ainda pode causar acidentes, principalmente durante a noite e madrugada, quando a visibilidade é prejudicada pela iluminação precária. “Alguns motoristas são muito desatentos. Já flagrei por aqui, por volta das 5h, um motorista atropelar um cachorro que atravessava tranquilamente, imagine se fosse uma pessoa? Só fizeram pouco caso porque foi um animal”, explicou.

A reportagem acionou a Prefeitura de Manaus para questionar o problema, mas não obteve resposta até o fechamento desta edição.

Estação tem histórico de problemas

A estação de Conexão 2 foi aberta à população dia 1º de setembro de 2016, após um ano e cinco meses de atraso. Inicialmente, as obras estavam previstas para serem entregues em 120 dias, mas o prazo não foi cumprido. Das 59 linhas que passavam pelo T2, apenas 35 permaneceram circulando no local, o restante dos ônibus trafegam pelo entorno da estação, em paradas e pontos localizados nas avenidas Carvalho Leal e Itacoatiara, da mesma forma como estava funcionando antes da estrutura ser inaugurada.

Logo após a inauguração, uma forte chuva que ocorreu em dezembro de 2016, provocou goteiras na estrutura metálica recém inaugurada. A implantação da estação C2 é uma das ações da prefeitura para cumprir o Plano de Mobilidade Urbana de Manaus (PlanMob).

Publicidade
Publicidade