Publicidade
Manaus
CRIME

Lanchonete é flagrada cometendo furto de água em shopping no Distrito Industrial

Responsáveis pelo estabelecimento comercial foram notificados para prestarem esclarecimentos sobre o crime 05/10/2018 às 20:24
Show whatsapp image 2018 10 05 at 18.49.05 de2c4005 a5a4 45e2 bbb2 473c812b2e72
Foto: Divulgação
acritica.com Manaus (AM)

Uma unidade da rede de fast food Burger King situada em uma shopping do bairro Distrito Industrial, Zona Sul de Manaus, foi flagrada furtando água. Os responsáveis pela franquia de alimentos e pelo estabelecimento comercial foram notificados para prestarem esclarecimentos sobre o crime.

De acordo com o delegado Felipe Vasconcelos Dias, Delegacia Especializada em Combate ao Furto de Energia, Água, Gás e Serviços de Telecomunicações (DECFS), no momento da inspeção, realizada em conjunto com a equipe de fiscalização da empresa Manaus Ambiental e peritos do Instituto de Criminalística (IC), foi constatado que a unidade mantinha uma ligação de forma direta à rede de abastecimento, sem o consentimento da concessionária de água.

Na ocasião, as equipes foram recebidas pelo gerente do local. O funcionário argumentou que a franquia foi inaugurada há um mês e, durante esse período em que ele esteve trabalhando no lugar, não soube dar detalhes sobre o fornecimento de água da franquia.

Conforme o delegado, as diligências em torno do caso foram iniciadas após o recebimento de carta-denúncia, encaminhada por representantes da Manaus Ambiental, relatando a suspeita de furto de água no lugar. A partir disso, a equipe da DECFS requisitou perícia para a realização da ação policial.

“Obtivemos a informação de que a unidade consumidora em nome de pessoa jurídica apresentava status de corte e um débito no valor de R$ 1 mil. Segundo o Sistema da Manaus Ambiental (GSAN), o último corte de fornecimento de água aconteceu no dia 16 de setembro de 2016. Dessa forma, após realizarmos escavações na parte externa do lugar, verificamos que não havia hidrômetro e estava com ligação direta, sem a autorização da concessionária responsável pelo abastecimento de água. Em razão disso, constatamos a prática delituosa”, explicou o delegado titular da DECFS.

Segundo Felipe, durante o procedimento de inspeção, um funcionário responsável pela administração do shopping informou às equipes que, anteriormente, havia outra unidade de rede de fast food naquele lugar, que havia deixado um débito de abastecimento de água. “Ele nos informou que diante da dívida, a administração do shopping assumiu o pagamento, porém, em razão de questões burocráticas, eles não haviam conseguido efetuar o pagamento até o momento”, esclareceu.

Vasconcelos relatou, ainda, que a gerente financeira da rede de fast food que está atuando no local informou que, conforme o contrato, o lugar apresentava fornecimento de água e de energia regulares e, então, exigiu que a administração do shopping se responsabilizasse em solucionar o problema.

“O advogado do quadro da administração do shopping, após tomar conhecimento do caso, efetuou o pagamento do débito em aberto junto à Manaus Ambiental. Após o fato, ele solicitou o pedido de regularização do fornecimento de água e, momentos depois, a equipe de fiscalização da concessionária instalou o hidrômetro e deixou o fornecimento de água regularizado”, concluiu.

Publicidade
Publicidade