Publicidade
Manaus
JANELL DOYLE

Lar Janell Doyle faz campanha após ter energia cortada por falta de recursos

Abrigo que cuida de crianças e adolescentes em situação de risco acumula dois meses de dívidas. Com salários atrasados, funcionários trabalham voluntariamente 04/05/2017 às 16:34 - Atualizado em 04/05/2017 às 16:36
Show 48
Foto: Euzivaldo Queiroz
Vinicius Leal Manaus (AM)

O Lar Batista Janell Doyle, abrigo que acolhe de crianças e adolescentes em situação de risco em Manaus, iniciou uma campanha de arrecadação de fundos. A entidade vem há dois meses acumulando dívidas e ontem, quarta-feira (3), ficou sem energia elétrica após a concessionária do serviço cortar o fornecimento. Os funcionários estão com salários atrasados e trabalhando de forma voluntária.

“Nós não temos como pagar a energia porque tínhamos um convênio com o Governo do Estado, um termo de parceria com a Seas (Secretaria de Estado de Assistência Social), que terminou em fevereiro. Estão assinando uma nova parceria, mas a gente não sabe quando vem o recurso. Estamos descobertos em março e abril, e não podemos cobrir (dívidas) em maio”, explicou a diretora do lar, Magaly Araújo.

Assim como outras instituições filantrópicas do Estado, o Lar Janell Doyle já sobrevive de doações de amigos e da iniciativa privada, mas o dinheiro não é suficiente para bancar débitos como energia, combustível, encargos sociais e funcionários. “As pessoas doam alimentos e outras coisas, mas os valores não pagam a energia, por exemplo. Todos os abrigos de Manaus estão sofrendo com esse momento (sem o convênio com a Seas)”, disse Magaly Araújo.

Segundo a monitora da Janell Doyle, todos os funcionários do abrigo ainda não receberam salário do mês de abril, ou seja, estão trabalhando voluntariamente. “Mesmo procurando parcerias, o dinheiro não é suficiente para pagar tudo. Tem um vácuo entre um convênio (da Seas) e outro. Até renovarem (o convênio) ficamos desassistidos. Os funcionários, por exemplo, estão sem receber o mês de abril”, disse.

Dois meses de dívidas

As dívidas do Lar Janell Doyle ultrapassam os R$ 10 mil, já que somente os dois meses de atraso de energia elétrica giram em torno de R$ 8 mil. “Fizemos café da manhã no sábado e estamos fazendo todo tipo de evento e vendas para captar recursos, inclusive vaquinha no Facebook”, disse Magaly Araújo.

Mais de 100 crianças

O Lar Batista Janell Doyle promove o acolhimento de 26 crianças e adolescentes de 0 a 18 anos na sede da instituição, no bairro Mauazinho, na Zona Leste de Manaus. Além disso, eles também atendem mais de 170 famílias na comunidade do Mauazinho. “A gente está se colocando para gritar pelas crianças que não podem pedir. Nosso apelo é todo pelo cuidado delas. Imagina... nós com casa cheia e sem energia. É uma coisa que revolta”, finalizou Araújo.

Doações

Quem quiser ajudar as crianças e adolescentes do Janell Doyle, pode fazer doações em dinheiro para as contas da instituição, ou pelo Bradesco (agência 1999 e conta 25467-3) ou pelo Banco do Brasil (agência 1208-4 e conta 67368-4). Os números de telefone da entidade são (92) 3615-8302 / 99214-8949.

Publicidade
Publicidade