Terça-feira, 17 de Setembro de 2019
CRUELDADE

Animais encontrados mortos no Coroado não foram envenenados, aponta laudo

Principal suspeita agora recai sobre o descarte de clínicas veterinárias irregulares, diz titular da Dema



caes.jpeg 14 cães e gatos foram encontrados mortos ao lado de lixeira na Feira Coberta do Coroado, no início deste mês (Fotos: Gilson Mello)
18/07/2017 às 18:14

A Delegacia Especializada em Crimes Contra o Meio Ambiente (Dema) recebeu, na manhã desta terça-feira (18), o laudo preliminar do Centro de Controle de Zoonoses que descarta indícios de envenenamento e maus-tratos nos 14 cães e gatos encontrados mortos perto de uma lixeira na Feira Coberta do Coroado, no início deste mês.  A principal suspeita agora recai sobre o descarte de clínicas veterinárias irregulares.

De acordo com o delegado titular da Dema, Samir Freire, as suspeitas de envenenamento e maus-tratos deverão ser descartadas. “A priori, em uma análise mais superficial da situação, não foi constatado sinais de envenenamento ou sinal evidente de maus-tratos nos animais”, afirma o delegado, ressaltando que esta não é a primeira vez que um descarte do tipo ocorre na área, localizada na Alameda Cosme Ferreira, na Zona Leste de Manaus.

Além da Dema que passa a trabalhar com a questão do delito de poluição, quem também atua na investigação é o Departamento de Vigilância Sanitária (Devisa), por se tratar de um possível delito de descarte irregular. "Deixada de lado a possibilidade de agressão aos animais, vamos seguir na linha investigativa tendo como foco clínicas veterinárias, que agora passam a ser as principais suspeitas", comentou Samir Freire.

Segundo ele, qualquer animal que venha a morrer em uma clínica veterinária deve ser descartado de forma correta, caso contrário eles podem disseminar doenças para a população. "A forma correta seria colocá-lo em um saco apropriado, em um freezer próprio para isso e ser cremado por empresas especializadas nesse serviço, de forma imediata", explicou o titular da Dema.

O próximo passo, conforme o delegado, é aguardar o laudo pericial da Polícia Civil, que deve sair até o final do mês. “Apenas com esse resultado, poderemos dar continuidade às investigações e fazer uma avaliação final definitiva do caso”, concluiu o delegado.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.