Sexta-feira, 22 de Novembro de 2019
VOTAÇÃO

'Lei Delegada' é aprovada por maioria dos deputados da ALE-AM

Projeto de Lei foi votado nesta quinta-feira (3), com 19 a favor e dois contrários. PL transfere poderes do Legislativo ao Executivo



WhatsApp_Image_2019-10-03_at_17.40.22_5F5C11CF-19E4-489E-9948-5ED8BC5FA7D2.jpeg Marcelo Araújo
03/10/2019 às 17:51

O Projeto Lei sobre a “Lei Delegada”, que transfere poderes do Legislativo ao Executivo, foi aprovado por maioria dos deputados estaduais, na tarde desta quinta-feira (3). A propositura permite que o governo faça alterações na estrutura administrativa do Estado de forma direta, isto é, sem necessária avaliação dos parlamentares do Legislativo.

O PL também autoriza a criação e extinção de cargos em comissão e funções de confiança dos órgãos e entidades estaduais. O Governo do Amazonas anunciou, neste semana, que fará uma Reforma Administrativa que extingue e incorpora órgãos e secretarias, visando a redução dos gastos públicos.



Ao todo, 21 deputados estaduais, dos 24 nomes, estavam presentes na votação da matéria em plenário, na Assembleia Legislativa do Amazonas. Apenas os deputados Serafim Correa (PSB) e Dermilson Chagas (PP) votaram contra a matéria. O PL, após divergências, foi aprovado nesta tarde com 19 a favor e dois contrários.

Durante sessão, um grupo de Pessoas com Deficiência (PcDs) protestaram contra o Projeto de Lei, que facilita a Reforma Administrativa. Uma das medidas anunciadas pelo governo foi a supressão da Secretaria de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência (Seped).

Líder da Casa, o deputado Josué Neto (PSD) disse que vai confiar no governo e que será favorável ao PL. "Há 10 dias o Governo vem conversando com a base, e não concordo com a Lei Delegada, mas me quedo pela democracia entendendo que em qualquer hipótese a reforma será aprovada", falou da tribuna.

Da oposição, Correa afirmou que "não abrirá mão do poder de legislar". "Politicamente, é contraditório porque ele (governador Wilson Lima) toma o nosso poder, e juridicamente é equivocado porque o artigo 31 da Constituição Estadual, que prevê a Lei Delegada, foi revogado. Em tempo de ataques ao parlamento brasileiro, não concordo com isso", terminou.

News nicolas marreco 93b3b368 d59c 4897 83f6 80b357382e56
Jornalista
Formado pela Faculdade Boas Novas. Pós-graduando em Assessoria de Comunicação e Imprensa e Mídias Digitais. Com passagens por outros veículos locais, hoje atua nas editorias de política e economia de A Crítica. Valoriza relatos humanizados e contos provocativos do cotidiano.

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.