Publicidade
Manaus
ECOLÓGICA

Líder comunitária produz 'eco bolsas' a partir de guardas-chuvas que iriam para o lixo

Pensando em gerar renda para as mulheres da comunidade, Maria José, a “Leninha" também irá lançar no dia do desfile o Projeto “Tudo Rosa”, que vai oferecer cursos de artesanato com baixo custo 07/04/2016 às 15:11 - Atualizado em 07/04/2016 às 15:16
Show 1067274
Bolsas cabem de tudo e são feitas apenas com o tecido do guarda-chuva. Leninha diz que basta ter noção de corte e costura (Foto: Evandro Seixas)
Vanessa Marques Manaus (AM)

Sempre envolvida com artesanato, questões sociais e tendo gosto por criar objetos novos, a líder comunitária Maria José, a “Leninha”, como é conhecida no bairro Armando Mendes, na Zona Leste, está ajudando o meio ambiente com mais uma invenção: “eco bags” feitas de guarda-chuvas que seriam jogados no lixo. Além de ganhar uma graninha, ela acaba ajudando as pessoas também.

É que Leninha divide todo o seu conhecimento e ministra aulas de artesanato na própria comunidade para outras mulheres, para que estas possam gerar suas próprias rendas. “Eu sou secretária executiva, mas sempre trabalhei e estudei artesanato para ajudar outras pessoas”, explicou

Agora, a líder comunitária tem aproveitado os tecidos de guarda-chuvas que iriam ser jogados no lixo. Ela confecciona bolsas ecológicas e reutilizáveis para uso no dia a dia, as chamadas de “eco bags”, além de chapéus. “Eu prefiro chamar de eco bolsas, assim facilita o entendimento do que é o produto”, esclareceu Leninha.

Leninha também está trabalhando em peças, inclusive roupas, para realizar um desfile (ainda sem data definida) no bairro e assim lançar os produtos “Eco Bolsas Rosa Rosa”, além de promover um curso para que outras mulheres aprendam a confeccionar as eco bolsas e descubram uma nova fonte de renda.

Projeto ‘Tudo Rosa’

Pensando em gerar renda para as mulheres da comunidade, Leninha também irá lançar no dia do desfile o Projeto “Tudo Rosa”, que vai oferecer cursos de artesanato com baixo custo. “Os cursos custarão apenas o valor da inscrição, que será de R$ 5, apenas para garantir a vaga e manter o espaço”, explicou.

A sede do projeto fica em um espaço nos altos da casa de Leninha, na rua K, quadra 38, no bairro Armando Mendes, e ela pretende agrupar mulheres artesãs de todos os bairros da Zona Leste de Manaus com aulas, bazares e oficinas.

No espaço irá acontecer, além dos cursos com tecidos de guarda-chuva, cursos de emborrachados, pintura e dança. Os bazares servirão para arrecadar fundos para as oficinas.

A líder ainda não definiu as datas de início dos cursos, mas por enquanto participa de feiras de artesanato e eventos em escolas mostrando que é possível transformar materiais que iriam para o lixo em peças utilizáveis. “Agora, eu sou catadora de guarda-chuva. Toda vez que vou ao Centro levo uma bolsa grande, porque onde encontro um recolho para fazer minhas peças”, contou. Mais informações sobre as peças de Leninha é só ligar para o 99126-0421.

Só basta saber costurar

Leninha garante que para produzir uma eco bolsa o custo é muito baixo, d que o tecido é de qualquer guarda-chuva que iria para o lixo. “Com um pouco de conhecimento em corte e costura, dá pra fazer as eco bolsas e vender de até R$ 10 cada uma”, orienta. Ela ainda conta com a ajuda de alunas. “A cada cinco guarda-chuvas que elas me trazem, eu faço uma bolsa para elas e fazemos essa troca”.

Publicidade
Publicidade