Publicidade
Manaus
Manaus

Líder da FDN é preso e diz que utilizava segredo para destravar tornozeleira eletrônica

Janderson Araújo da Silva, 39 anos, vulgo “Boca Rica”, um dos líderes da facção Família do Norte (FDN) foi preso quando tentava repassar material entorpecente 27/02/2016 às 12:07
Show 1
Os acusados foram apresentados, com todos os produtos apreendidos no 6ª Distrito Integrado de Polícia (DIP) para procedimentos cabíveis.
acritica.com Manaus (AM)

Durante um patrulhamento de rotina da Operação Água, feita por policiais militares da Roda Ostensiva Cândido Mariano (Rocam), Janderson Araújo da Silva, 39 anos, vulgo “Boca Rica”, um dos líderes da facção Família do Norte (FDN) foi preso quando tentava repassar material entorpecente. De acordo com a Polícia Militar, ele afirmou que utiliza um segredo para destravar a tornozeleira eletrônica.

Segundo a PM, por volta das 22h, os militares receberam uma denúncia de que um homem estaria vendendo entorpecentes na rua 7, bairro Novo Aleixo. No local, os policias perceberam a presença de um homem com uma tornozeleira eletrônica fora dos padrões e o abordaram.

Com Janderson Araújo, foi encontrado um revolver calibre 38, com 5 munições intactas e 02kg de Skunk (um tipo de maconha mais apurada). Os policiais então o questionaram sobre a venda do entorpecente e ele disse que uma pessoa viria pegar a encomenda.

A encomenda era para Andrell Duarte do Nascimento, 21 anos, que também foi detido e apreendido R$ 1.000,00 que era para a compra do entorpecente.

Questionado, ‘Boca Rica’ levou os policiais até uma residência na mesma rua, onde foi encontrando enterrado no quintal uma quantia de R$ 5.000,00. Ainda foram encontrados: 02 balanças de precisão, 7 celulares e um carro modelo Agile, cor branca, placa 0329.

Janderson comentou que utiliza um segredo para destravar a tornozeleira eletrônica, consegue retirar do tornozelo e deixava em casa carregando quando praticava seus crimes.

Os acusados foram apresentados, com todos os produtos apreendidos no 6ª Distrito Integrado de Polícia (DIP) para procedimentos cabíveis.

*Com informações da assessoria de imprensa

Publicidade
Publicidade