Publicidade
Manaus
Manaus

Limpeza pública: Manaus fica tomada por lixo depois do Natal

População não atenta que a coleta do lixo está em regime de plantão e coloca o lixo doméstico para fora de casa, na rua 26/12/2015 às 19:42
Show 1
Lixo ficou espalhado por vários pontos em toda a cidade
Luana Carvalho Manaus

É de praxe encontrar as ruas de Manaus tomadas por lixo no período de festas de fim de ano. Ainda que a população saiba que, nesta época, funcionários do serviço de coleta   entram em recesso por conta do feriado de Natal, continuam expondos as sacolas com lixos  sob as calçadas, penduradas em árvores e nas margens do igarapés.

No igarapé da avenida Beira Rio, no bairro Coroado, Zona Leste, o problema se estende há mais de décadas. Ainda que a prefeitura instale placas de conscientização, os moradores e comerciantes ignoram e despejam todo tipo de resíduo no local. No fim de ano, a situação fica ainda pior.

“Como o Natal caiu em dia de semana este ano e nos finais de semana os coletores não passam, ficou muito pior. O povo está jogando lixo desde o dia 24, e tá se acumulando”, comenta o catador de latinhas Cristiano Morães Campos, 41, que percorre pelo menos cinco quilômetros, todos os dias, para coletar latinhas, cobre e alumínio.

Mesmo para ele, que sobrevive dos resíduos despejados pela população, a imagem não é agradável. “É triste. As pessoas deveriam ter consciência de pelo menos guardar o lixo em casa e jogar apenas quando o caminhão coletor passar”, comenta.

 Uma comerciante que preferiu não divulgar o nome contou que os donos de restaurantes também jogam o lixo na margem do igarapé, atraindo todo tipo de animal doméstico e peçonhento. “Além dos cachorros, tem muito rato e cobra”. Na região, nem a  esquina do Serviço de Pronto Atendimento (SPA) do Coroado, escapa. 

A rua Álvaro Bandeira de Melo, no bairro Petrópolis, Zona Sul, também está tomada por lixo. Para driblar os cães que, geralmente rasgam as sacolas em busca de alimentos, alguns moradores colocaram pregos nas árvores para pendurar as sacolas com lixo.

Já na avenida João Paulo VI, no mesmo bairro, a população joga lixo praticamente dentro do igarapé do Beco Canomã. “Infelizmente essa sujeira toda é o povo quem faz. As pessoas podem até ter uma lixeira em frente à casa delas, mas preferem andar um pouco mais e jogar no igarapé. Isto é muito comum por aqui”, reclama o técnico em análises clínicas, Sandro Soares.

Para piorar a situação, pedestres se arriscam entre carros que passam em alta velocidade na avenida. Isto porque o lixo despejado na margem do igarapé alcança a rua, e sem calçada para transitar, os pedestres precisam desviar do monte de lixo.

No bairro Japiim, Zona Sul, e Parque 10, Zona Centro-Sul, a situação se repete. “Desde a quarta-feira que o caminhão  não passa para recolher o lixo. Todos os anos é a mesma coisa. Por isso eu já nem jogo mais meu lixo nos finais de semana, espero a segunda-feira”, reclama a dona de casa Márcia Santos, 42, moradora do Parque 10.  

Plantão

Na última quarta-feira a Prefeitura de Manaus informou que a coletas domiciliar e seletiva seguiriam roteiros reduzidos e com horários intercalados em ritmo de plantão na sexta-feira, 25. “Equipes de varrição, limpeza de igarapés e jardinagem trabalham em horário reduzido por conta dos festejos”.

Publicidade
Publicidade