Domingo, 23 de Fevereiro de 2020
POLUIÇÃO

Lixo de festa ‘trance’ é descartado no meio de área de mata do Tarumã, em Manaus

Entre as garrafas PETs, havia também copos descartáveis e placas com sinalização para a festa “Cabessativa”



LIXOOAS_9D78ECEF-7756-4EDA-9DC1-9B65A338861E.JPG Sujeira foi descartada no meio de área de floresta (Foto: Winnetou Almeida)
25/11/2018 às 16:49

Resíduos de uma festa de “trance” realizada no bairro Tarumã, na Zona Oeste de Manaus, foram parar no meio de uma área de mata, em um pequeno ramal de barro da Vivenda Verde, também no Tarumã. O lixo foi descartado neste fim de semana de forma irregular no local. 

O autônomo Wendell Tavares, 43, acredita que os sacos cheios de lixo foram jogados durante a noite. Ele disse que esta é a primeira vez que algo do tipo é visto no local. “Vemos muitas lixeiras viciadas ao longo da Vivenda Verde, mas neste ramal nunca foi jogado um lixo sequer. Foi uma surpresa desagradável, pois não sabemos o que fazer”, afirmou. 



Tavares classificou a atitude de má fé, uma vez que, como o lixo estava armazenado em sacos plásticos, poderia facilmente ser descartado em uma lixeira do bairro onde o carro coletor passa. “Não daria trabalho nenhum. Mas preferiram jogar aqui, no meio da floresta, onde não há coleta, prejudicando assim não só quem utiliza esse ramal, mas, principalmente, o meio ambiente”, disse.

No meio das garrafas PETs de refrigerante, água e bebidas alcoólica havia também copos descartáveis e placas com sinalização para uma festa chamada “Cabessativa”, um evento de trance psicodélico, segundo informações retiradas do Facebook.

A  Secretaria Municipal de Limpeza Urbana (Semulsp) informou que enviaria uma equipe de plantão para resolver o problema e apurar o caso. A pasta destacou que a população pode denunciar o descarte irregular de lixo pelo Disk Limpeza 0800 092 6536.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.