Publicidade
Manaus
TRANSPORTE

Em cinco meses, empresas só compraram 40 dos 300 ônibus acertados com a Prefeitura

A meta determinada pela prefeitura é 300, porém, até agora, as empresas apresentaram uma média de dez coletivos novos por mês, quando o ideal seria 25 09/05/2017 às 05:00
Show chegada de  nibus novos. foto marcio james  semcom divulga  o 5
Os dez novos ônibus, entregues no sábado, vão atender 130 mil usuários que moram em três zonas de Manaus (Marcio James/Semcom/Divulgação)
Silane Souza Manaus (AM)

Os dez ônibus novos da Expresso Coroado, que chegaram no último sábado (06), somados aos outros 30 da Via Verde, que foram entregues em março, representam apenas 13,3% do total de veículos novos que devem integrar a frota do sistema de transporte coletivo de Manaus, neste ano. A meta determinada pela prefeitura é 300, porém, até agora, as empresas apresentaram uma média de dez coletivos novos por mês, quando o ideal seria 25.

Para os usuários, apresentar um número tão pequeno de veículos novos quando a maioria da frota do transporte coletivo precisa ser mudada é uma “vergonha”. “O que representa 40 ônibus dentro de um universo de 1,4 mil que fazem parte da frota de Manaus? É uma vergonha para as empresas e uma humilhação para a população que anda em coletivos caindo aos pedaços e barulhentos”, disse a funcionária pública Marilene Araújo, 40.

O Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado do Amazonas (Sinetram) não comentou sobre a quantidade de ônibus novos comprados até o momento, informou apenas que a substituição é gradual, condicionado ao cronograma de liberação de financiamentos e de acordo com a capacidade de entrega das montadoras.

Os dez ônibus novos devem substituir veículos acima da idade média de uso e atender 130 mil pessoas, por mês, nas zonas Norte, Leste e Centro-Sul. Os antigos serão retirados de circulação, de acordo com o Sinetram. Os novos coletivos são dotados de câmeras de segurança, GPS, além de elevadores próprios para o embarque e desembarque de cadeirantes, e serão aproveitados no corredor exclusivo de ônibus, conforme a prefeitura.

Para os veículos novos começarem a circular a empresa Expresso Coroado deve providenciar nos próximos dias o emplacamento junto ao Departamento Estadual de Trânsito (Detran-AM) e o cadastro dos ônibus junto a Superintendência Municipal de Transportes Urbanos (SMTU). A previsão é de que estejam aptos para atender a população, num prazo de sete a 15 dias.

Saiba mais
Há mais de um ano nenhum ônibus novo entrava no sistema de transporte coletivo de Manaus, conforme A CRÍTICA mostrou em março em uma série de reportagens. E nos últimos três anos, apenas 21 veículos novos foram emplacados pelo Departamento Estadual de Trânsito (Detran-AM)  para operar na capital.

Paralisação
Uma paralisação irregular ocorrida entre 4h e 5h de ontem, na garagem da empresa Açaí Transportes, afetou em torno de 15 mil pessoas na Zona Norte, de acordo com o Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado do Amazonas (Sinetram). A entidade informou que não foi notificada sobre o motivo do ato.

O presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários de Manaus (STTRM), Givancir Oliveira, explicou que não houve paralisação, apenas um tumulto de 20 minutos porque a empresa não tinha pagado as horas extras e feriado dos funcionários. “No entanto, a empresa ficou de pagar e o pessoal foi trabalhar”, disse.

Publicidade
Publicidade