Quarta-feira, 21 de Agosto de 2019
Manaus

Lote na Zona Centro-Sul avaliado em meio milhão irá a leilão

A área está localizada no conjunto Parque das Laranjeiras, bairro Flores. O leilão será promovido pelo Tjam



1.jpg O leilão será promovido pelo TJAM
18/02/2013 às 16:31

Um lote de terras destinado à construção residencial, situado na rua Visconde de Ouro Preto, loteamento Parque das Laranjeiras, Flores, Zona Centro-Sul em Manaus, vai a leilão judicial nesta quarta-feira (20). Com uma área de 800 metros quadrados, o lote foi avaliado em R$ 500 mil.

O leilão, que será de bens móveis e imóveis relativos a processos judiciais que tramitam nas Varas da Comarca de Manaus, será promovido pelo Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM) nesta quarta-feira (20), a partir das 10h, no térreo do Fórum Ministro Henoch Reis (avenida Jornalista Umberto Calderaro Filho, s/nº, São Francisco).

Além desse lote, constam ainda na lista mais dois, avaliados no valor total de R$ 191.877,40. O primeiro lote é de um terreno situado na rua Pimenta Bueno, 41, São Francisco, com área de 415,12 metros quadrados, com uma casa térrea de alvenaria, avaliada em R$ 96.537,40. O segundo é de uma casa residencial situada no Parque Residencial Jardim Belvedere, bairro Planalto, em alvenaria, com área construída de 75m², avaliada em R$ 95 mil.

Em outro leilão consta um lote de terras no Parque das Garças, localizado na rua Barão do Rio Branco, bairro Cidade Nova, com uma área total de 200 metros quadrados, avaliado em R$ 24.550,00. No mesmo processo também haverá a venda de uma camionete de marca Fiat Fiorino, branca, ano/modelo 1997/1997, avaliada em R$ 9.750,00.

Além destes bens, 32 motocicletas MAX SED 125 CC, cor azul, ano e modelo 2011, zero quilômetro, avaliadas em R$ 3.980,00 cada, totalizando R$ 127.360,00, irão a leilão em primeira praça no próximo dia 20.

Os editais estão disponíveis no portal www.tjam.jus.br, na aba Leilões. As dívidas relacionadas a esses processos podem ser pagas até antes da realização do leilão, o que exclui o bem da alienação.

Se os bens não forem arrematados em primeira praça (a primeira data marcada), com lance superior à avaliação do bem, os interessados podem oferecer lances em segunda praça, sendo vencedor o interessado que oferecer o maior lance, respeitado um limite mínimo para não configurar preço vil.

Receba Novidades

* campo obrigatório

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.