Sexta-feira, 30 de Outubro de 2020
JUSTIÇA

Mãe de jovem morta em atropelamento clama por justiça: 'ele tem que pagar!'

Marilza de Souza pediu justiça pela morte da filha Itajara de Souza, de apenas 26 anos. A jovem foi atropelada por um caminhão na tarde de ontem (14), no Zumbi. "Ele poderia muito bem ter parado para ela passar, mas não parou", disse



781d6009-2442-425e-9ef6-62950bc8ab76_9CB1C630-1214-48F4-AC64-FD7F03861D1C.jpg Foto: Reprodução/TV A Crítica
15/10/2020 às 12:42

Após atropelamento que resultou na morte da jovem Itajara de Souza Pantoja, de 26 anos, na tarde de quarta-feira (14), a mãe da vítima, Marilza de Souza, declarou para A CRÍTICA que clama por justiça e pede que o suspeito permaneça preso.

"Esse motorista avançou. Ele poderia muito bem ter parado para ela passar, mas não parou. Queremos clamar por justiça para que ele não seja liberado. Ele tem que pagar por esse crime. [Itajara] era uma jovem cheia de sonhos e tinha um filho de sete anos para cuidar. Ele preso não vai trazer ela de volta, mas a gente vai ficar com menos dor", declarou, emocionada, Marilza.



Entenda o caso

O acidente aconteceu por volta das 15h30, no cruzamento das ruas Bom Jesus e Palmeiras, do bairro Zumbi, Zona Leste de Manaus.

Segundo policiais militares da 25ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom) que atenderam a ocorrência, a vítima estava em uma motocicleta junto com uma amiga, voltando da academia, quando foram surpreendidas pelo caminhão-baú em alta velocidade.

A amiga de Itajara conseguiu pular da moto no momento da colisão, porém Itajara foi arrastada cerca de 20 metros. A vítima teve sua cabeça atingida e o crânio exposto.

No caminhão, haviam dois homens que após o acidente, não prestaram socorro e fugiram do local. Porém, rapidamente foram alcançados pelos policiais com a ajuda dos populares. O motorista foi preso em flagrante e encaminhado ao 14º Distrito Integrado de Polícia (DIP).

Segundo o delegado plantonista do 14º DIP, Gerson Oliveira, por conta desta fuga a pena será agravada.

"Havia duas pessoas nesse caminhão e elas não prestaram socorro à vítima. Uma pessoa é apenas testemunha do fato. O condutor do caminhão vai ser flagranteado. Como o motorista fugiu, ele será flagranteado por cria uma agravante para o crime, que tem uma pena prevista por quatro anos. Com esse agravante, não há fiança a ser arbitrada em delegacia Ele vai ser conduzido para audiência de custódia e lá o juiz vai decidir sobre o que vai ser feito", declarou o delegado.

Conforme informações do 14º DIP o homem será encaminhado à Central de Recebimento e Triagem (CRT) do Centro de Detenção Provisória Masculino (CDPM).


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.