Quarta-feira, 13 de Novembro de 2019
Manaus

Mais de 2 toneladas de carvão ilegal são apreendidas na AM-010

Todos os sacos de carvão não possuíam o Documento de Origem Florestal (D.O.F), que legaliza a comercialização do material



1.jpg A apreensão das 2,25 toneladas de carvão vegetal aconteceu após um patrulhamento de rotina no KM 31 da AM-010
13/04/2013 às 11:22

Aproximadamente 2,25 toneladas de carvão vegetal clandestino foram apreendidas pelo Batalhão de Policiamento Ambiental na madrugada deste sábado (13), por volta das 5h, em uma kombi e uma van que transportava a carga do município de Rio Preto da Eva para Manaus.

A apreensão aconteceu após um patrulhamento de rotina no KM 31 da AM-010. Nos veículos foram encontrados 250 sacos de carvão vegetal de 2 kg e mais 15 sacos de 50 kg, totalizando 1.250 kg na kombi e mais 20 sacos de 50 kg, totalizando 1 tonelada, na van.



Todos os sacos de carvão não possuíam o Documento de Origem Florestal (D.O.F), que legaliza a comercialização do material. O documento é uma licença obrigatória para o controle do transporte de produtos e subprodutos de origem nativa, como o carvão vegetal.

O motorista da kombi Josiclei Ferreira da Silva, 29, o motorista da van Aldamir Feitosa de Castro, 41, e mais duas pessoas – que não tiveram os nomes divulgados pela polícia –, foram detidos e levados, junto com a carga, ao 18º Distrito Integrado de Polícia (DIP).

De acordo com o soldado R.Bardales do Batalhão Ambiental, Aldamir e Josiclei são os proprietários da carga e compraram o carvão em uma carvoaria clandestina, localizada no Km 84 da rodovia. Os produtos ilegais foram adquiridos por um valor abaixo do mercado e seriam revendidos em comércios de Manaus.

A Polícia Civil autuará os responsáveis baseados na Lei Ambiental e a carga será doada para entidades filantrópicas que constam no cadastro da instituição.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.