Publicidade
Manaus
Cotidiano, Justiça, Vara de Família, Mutirão de Conciliação, TJAM

Mais de 400 processos integram a pauta do mutirão de Conciliação do TJAM

A marca se refere ao primeiro Mutirão de Conciliação, que inicia nesta terça-feira, mas a expectativa do juiz coordenador do Cejuscon, Luís Cláudio Chaves, é a de que oito mutirões sejam realizados neste ano 12/03/2013 às 13:20
Show 1
Acordos feitos entre 30 e 40 minutos nas audiências conciliatórias evitam que processos se arrastem por anos
acritica.com Manaus

Revisão de pensão alimentícia, divórcios, reconhecimento de paternidade, são algumas das ações dos  405 processos das quatro Varas de Família, que serão analisados nesta terça-feira (12), na próxima quinta (14), e também no dia 26 deste mês, durante o primeiro mutirão de conciliação, do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM), coordenado pelo Centro Judiciário de Soluções de Conflitos e Cidadania (Cejuscon), do Núcleo Permanente de Métodos Consensuais de Solução de Conflitos do TJAM.

De  acordo com o juiz coordenador do Cejuscon, Luís Cláudio Chaves, nos três dias de mutirão a pauta de audiências terá 135 processos, e a expectativa é a de que um índice de 60% conciliações sejam realizadas.

As audiências são feitas de forma simultânea. Nesta terça-feira enquanto oito audiências foram feitas simultaneamente, na próxima quinta-feira, serão 10 audiências sendo realizadas ao mesmo tempo.

“A proposta de um mutirão é mostrar que um processo que se arrastaria por anos, pode ser resolvido em 30, 40 minutos, e que o benefício de um acordo, pode ser bom para ambas as partes”, observa o magistrado.

Conforme o juiz Luís Cláudio Chaves, um total de oito mutirões estão previstos para serem realizados neste ano.

As audiências de conciliação estão sendo realizadas no Fórum Ministro Henoch Reis, localizado no bairro São Francisco, na Zona Centro-Sul de Manaus, no horário de 8h30 às 12h.

Segundo Chaves, o total de 60 acadêmicos do curso de Direito, da Universidade Federal do Amazonas (Ufam); cinco juízes das Varas de Família; um promotor de Justiça do Ministério Público do Estado (MPE/AM); além dos advogados das partes envolvidas estão atuando no mutirões.

Publicidade
Publicidade