Publicidade
Manaus
PIRARUCU E TAMBAQUI

Mais de 980 kg de pescado irregular é apreendido no Terminal Pesqueiro de Manaus

Um homem de 58 anos, funcionário da embarcação onde estava armazenada a mercadoria, foi detido e indiciado por crime ambiental 22/02/2019 às 18:52
Show peixe 90a374e2 17d4 4ddb 8570 2d4ee47d4d65
Foto: Divulgação
acritica.com Manaus (AM)

Durante operação “Defeso” nesta sexta-feira (22) no Terminal Pesqueiro de Manaus, no bairro Educandos, na Zona Sul de Manaus, foram apreendidos 965 quilos de pirarucu e 24 quilos de tambaqui, que estavam sendo transportados ilegalmente. Um homem de 58 anos, funcionário da embarcação onde estava armazenada a mercadoria, foi detido e indiciado por crime ambiental. 

Conforme a delegada Carla Biaggi, titular da Delegacia Especializada em Crimes contra o Meio Ambiente e Urbanismo (Dema), durante a operação foram fiscalizadas embarcações que transportam o pescado que é comercializado nas feiras de Manaus, bem como averiguadas a origem e a legalidade dos peixes, as guias de transporte e comercialização, além da verificação da venda proibida de carne oriunda de caça de animais silvestres. 

A ação contou ainda com a presença de uma perita criminal, do Instituto de Criminalística, além do reforço operacional de integrantes do Grupo Força Especial de Resgate e Assalto (Fera), a equipe de elite da Polícia Civil do Estado. 

Na ocasião, Biaggi explicou como iniciaram as diligências em torno da operação. “Essa ação foi programada após algumas denúncias chegarem ao Mapa, de que estava sendo comercializado pescado ilegal naquele terminal e que muitas embarcações estariam fornecendo esse pescado para outros estados. Além disso, também recebemos denúncias de que naquele lugar estaria sendo comercializada carne de caça de animais silvestres, que é proibida. Então procuramos o Ipaam e os policiais militares do BPAmb-PMAM para deflagrarmos essa ação”, disse. 

A operação “Defeso” foi realizada pela Dema, em conjunto com servidores do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), Instituto de Proteção Ambiental do Amazonas (Ipaam) e Batalhão de Policiamento Ambiental da Polícia Militar do Amazonas (BPAmb-PMAM).

Publicidade
Publicidade