Terça-feira, 23 de Julho de 2019
Manaus

Manauenses enfrentaram trânsito intenso nas estradas para aproveitar o fim de semana prolongado

Somente na véspera e na madrugada de sexta-feira, 500 veículos, aproximadamente, passaram em frente ao Posto de Policiamento de Trânsito da capital, na “barreira” Huáscar Angelim



1.jpg Na barreira policial localizada no entroncamento das rodovias AM-010 e BR-174, na Zona Norte, a estimativa era que entre 800 a mil veículos passassem pelo local para deixar a cidade, ontem
25/10/2014 às 09:04

O aniversário de Manaus foi marcado por um intenso fluxo de veículos nas principais saídas da capital. Somente na véspera e na madrugada de sexta-feira, 500 veículos, aproximadamente, passaram em frente ao Posto de Policiamento de Trânsito da capital, na “barreira” Huáscar Angelim, no bairro de Santa Etelvina, Zona Norte, em direção às rodovias BR 174 (Manaus-Boa Vista) e AM 010 (Manaus-Itacoatiara).

Entre 8h47 e 10h de sexta, seis motoristas foram multados, de acordo com o sargento Daniel Cruz, responsável pelo policiamento no local. A maioria das multas foi devido à não utilização do cinto de segurança entre condutor do veículo e passageiros, a falta da cadeirinha para bebê e lotação excedente da capacidade do veículo.

A multa mais alta em relação às infrações verificadas ontem na barreira é a falta da cadeirinha para crianças com menos de seis anos: R$ 191,00 e sete pontos da Carteira Nacional de Habilitação (CNH), por ser considerada uma infração gravíssima. No caso da não utilização do cinto de segurança, o motorista é multado em R$ 127,79 e ainda recebe cinco pontos na CNH. Transitar com veículo com lotação excedente, conforme o Código Brasileiro de Trânsito (CBT), rende ao motorista quatro pontos na carteira e uma multa no valor de R$ 85,13.

O CBT e o Conselho Nacional de Trânsito (Contran) determinam que as crianças devem ser transportadas no banco traseiro dos veículos até completarem dez anos. Nos carros dotados exclusivamente de banco dianteiro, como picapes de cabine simples, a legislação permite o transporte de crianças menores de dez anos neste banco, porém, observando rigorosamente o uso do cinto ou de sistema de segurança apropriado à idade. Os policiais também estavam fiscalizando outros itens, como pneus carecas, faróis e documentação do carro e do motorista.

“Estamos esperando que entre 800 e 1.000 veículos passem por aqui somente no feriado”, comentou o cabo Seixas, que fazia parte da equipe de policiamento de trânsito na barreira da AM 010, afirmando que o cumprimento das determinações da legislação do trânsito será cobrado dos motoristas e passageiros.

Ontem, na avaliação do cabo Seixas, muita gente viajou para o lazer e também para votar em seus domicílios eleitorais no interior.

Arsam

A Agência Reguladora dos Serviços Públicos concedidos pelo Estado do Amazonas (Arsam) também promoveu fiscalização nas principais saídas de Manaus. Na barreira, 77 veículos de transporte intermunicipal, entre ônibus, vans e micro-ônibus, foram fiscalizados, até 10h, pelas equipes do órgão, que verificaram documentação, se a quantidade de passageiros estava dentro de sua capacidade e a utilização do cinto de segurança. No período, não foram detectadas irregularidades.

A mesma ação foi feita no início da Ponte do Rio Negro, que dá acesso ao município de Iranduba, a 27 quilômetros de Manaus. Entre 7h e 9h, 20 ônibus e micro-ônibus tinham sido vistoriados pela equipe da Arsam, também sem constatar infrações.

Receba Novidades

* campo obrigatório

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.