Publicidade
Manaus
Manaus

Manaus alcança imunização de 70% do público-alvo contra gripe

Segundo a Prefeitura de Manaus, média nacional está abaixo de 30% para imunização. Campanha encerra nesta sexta-feira, dia 22 18/05/2015 às 19:37
Show 1
Objetivo é vacinar 80% do público, 394.184 pessoas
ACRITICA.COM ---

A Campanha de Vacinação contra a Influenza (Gripe) encerra nesta sexta-feira (22) em todo o País e a cidade de Manaus continua sendo a que mais vacinou no Brasil, segundo divulgou a Secretaria Municipal de Comunicação (Semcom).

Até esta segunda-feira (18) a capital do Amazonas havia imunizado 70,04%, ou seja, 294.984 pessoas do público-alvo, enquanto a média nacional está abaixo de 30%. As capitais Porto Alegre (RS), Rio de Janeiro (RJ), Curitiba (PR) e Palmas (TO) estão com menos de 50%.

“A vacinação contra a gripe é para os grupos considerados de alto risco, ou seja, pessoas que têm mais chances de desenvolver algum tipo de complicação grave ou mesmo evoluir para o óbito por causa da doença”, afirmou o secretário municipal de Saúde, Homero de Miranda Leão.

Até o último dia de vacinação, dia 22, as doses estarão disponíveis em 171 unidades de saúde da capital, das 8h às 17h. “Quem ainda não se protegeu contra a doença, pode ir a unidade de saúde mais próxima de casa”, alertou o secretário.

O público-alvo da campanha são pessoas idosas com 60 anos ou mais de idade; trabalhadores de saúde; os povos indígenas (aldeados); crianças na faixa etária de seis meses a menores de cinco anos de idade (quatro anos, 11 meses e 29 dias); as gestantes; as puérperas (até 45 dias após o parto); os grupos portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais; a população privada de liberdade; e os funcionários do sistema prisional.

A meta da prefeitura é imunizar no mínimo 80% do público-alvo para o município de Manaus, estimado em 394.184 pessoas.

A recomendação é para que se apresente nos postos o cartão de vacinação. A vacina é contraindicada para pessoas com alergia grave ao ovo de galinha e para aqueles que já apresentaram reação anafilática a doses anteriores.

Os vírus da influenza causam doença respiratória aguda, denominada influenza ou gripe, caracterizada clinicamente por febre alta, calafrios, cefaleia, mal estar, mialgia e tosse seca. Conjuntivite, dor abdominal, náusea e vômitos são frequentes.

Em crianças pequenas, o quadro clínico pode simular uma sepse. O mal-estar geral pode persistir por vários dias e até mesmo semanas. Pode ocorrer miosite - inflamações musculares -, com dores musculares e dificuldade de andar.

Entre as complicações que podem ocorrer destacam-se a pneumonia, viral ou bacteriana, e a síndrome de Reye, que se caracteriza pela presença de encefalopatia grave, mais comumente observada em escolares, muitas vezes em associação com o uso de ácido acetilsalicílico (aspirina). As pessoas idosas e aquelas com doenças de base têm maior risco de complicações.

*Com informações da assessoria de imprensa

Publicidade
Publicidade