Quinta-feira, 21 de Novembro de 2019
Manaus

Manaus consome 400kg de maconha por mês

A polícia tem informações que uma média de 100 quilos da droga são distribuídos semanalmente nas bocas de fumo da cidade



1.gif Presos com 400 quilos de maconha vindos de São Paulo; polícia encontrou entorpecente no aeroporto Eduardo Gomes
12/06/2013 às 09:02

Usuários de droga em Manaus estão consumindo uma média de 400 quilos de maconha por mês, segundo informou nesta terça-feira (11) o delegado adjunto da Delegacia Especializada em Prevenção e Repressão de Entorpecentes (Depre), Rafael Smith. De acordo com o delegado, a informação é baseada nas apreensões que a delegacia vem fazendo nos últimos meses, uma média de 30 a 40 quilos por semana, e também em informações colhidas nas investigações.

A polícia tem informações que uma média de 100 quilos da droga são distribuídos semanalmente nas bocas de fumo. Essa quantidade é transformada em aproximadamente 400 mil cigarros, já que a média é de um grama usada para cada cigarro. Smith não descarta a possibilidade desse consumo ser maior. Ele disse que não tem dados reais sobre a quantidade de consumo de outras drogas, como cocaína e pasta-base.



O delegado informou que a maconha está sendo consumida em todas as classes sociais  por ter um preço mais baixo que as demais drogas como a pasta-base e o cloridrato de cocaína. Atualmente há organizações criminosas em Manaus que trabalham só com o tráfico da maconha e até montam consórcio para trazer a droga do Paraguai.

A polícia trabalha em cima de duas rotas: uma que entra no Brasil por Mato Grosso do Sul, vai para Rondônia, depois embarca em barcos recreios que descem o rio Madeira e chegam a Manaus; e a outra que entra também por Mato Grosso do Sul e segue por estradas para São Paulo, chegando a Manaus por via aérea, onde é vendida no atacado ao preço de R$ 3 mil o quilo.

Na madrugada de ontem, policiais da Depre apreenderam 30 quilos de maconha no aeroporto internacional Eduardo Gomes, em poder de Sabrina Pereira Martins, 22. Bárbara Bastos Galdino, 26, e Jorge Luís da Silva Saldanha, 18, que foram buscar a droga também foram presos.

Mãe passa mal ao saber do filho

Esta é a primeira vez que Sabrina Pereira Martins é presa. Ela é moradora do bairro do Coroado, Zona Leste. Nesta terça-feira ela disse que pelo transporte da droga, vinda de São Paulo, receberia R$ 3 mil.

Nesta terça-feira, na delegacia, ela lamentava ter sido presa sem ter recebido o dinheiro pelo serviço. Já Jorge Luiz é natural de Coari e estava há pouco tempo em Manaus, morando no bairro da Compensa, Zona Oeste, e chegou a ser preso quando era menor de idade por tentativa de latrocínio.

Em depoimento, Jorge Luiz disse que é usuário de drogas e que foi convidado por Débora para acompanhá-la ao aeroporto para pegar Sabrina e a droga. Ele é filho único e a mãe chegou a desmaiar no pátio da delegacia quando soube que ele estava preso e que iria para a cadeia pública Raimundo Vidal Pessoa, Centro.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.