Publicidade
Manaus
Manaus

‘Manaus de Antigamente’ lança olhar saudoso sobre a cidade

Curiosidade e nostalgia marcam o passeio pelas fotografias que registraram a história da capital amazonense 13/10/2013 às 15:25
Show 1
A avenida Eduardo Ribeiro, no Centro da cidade, retratada na década de 30
Florêncio Mesquita Manaus (AM)

Uma maneira moderna de resgatar a história de Manaus, pouco antes de completar 344 anos, é apreciar fotografias que revelam o passado de uma cidade singular. Muitas imagens estão em acervos, alguns pessoais, longe do olhar saudoso de grande público ou de quem, sequer, imagina como era a capital há algumas décadas. Uma comunidade criada, em 2012, no Facebook, chamada “Manaus de Antigamente”, surgiu justamente para levar aos manauaras e ao mundo a capital do passado traduzida em fotografias.

O resgate   remete a um saudosismo imediato mesmo nas pessoas que não viveram tais épocas. As imagens mais antigas em preto e branco, outras no início da fotografia em cores, falam por si, contando a identidade cultural de Manaus. Legendas permitem ter ideia do universo dos locais e pessoas fotografados, além de proporcionar um comparativo com a cidade atual. Não há época definida para as fotografias. Existem fotos desde os anos 1800 até 1990.

Bonde passando por ponte da av. 7 de Setembro

Um das mais curiosas é a foto da “Cidade Flutuante”, na orla de Manaus, que tem ao fundo a igreja dos Remédios. Uma “cidade dentro de outra cidade”, como ficou conhecida, a Cidade Flutuante chegou a ter 2 mil casas construídas em madeiras sobre troncos de árvores. O cardápio da história em fotografias passa desde a Belle Époque e bondinhos, até os extintos balneários e o ápice da Zona Franca.

Quem só ouviu falar do “Manaceão”, transporte público criado nos anos 80 para atender novos bairros novos como o Cidade Nova, por exemplo, mas não chegou a vê-lo? É possível se deparar com fotos da construção das galerias do igarapé do Espírito Santo, no Centro, para o surgimento da avenida Eduardo Ribeiro que conhecemos hoje. Fotos em preto é branco mostram a igreja e praça Nossa Senhora dos Remédios logo depois de inaugurada.

Bola do Coroado, na década de 30

Comunidade virtual

A comunidade “Manaus de Antigamente” foi criada pela professora de educação básica Gisa Vieira Braga, no ano passado, durante o período que antecede as atividades da Semana da Pátria. Segundo Gisa, não havia nenhuma página na rede social que reunisse imagens da cidade de antigamente que pudessem servir de base para o resgate da identidade cultural e histórica da cidade.

A professora costumava elaborar vídeos ilustrativos sobre a história de Manaus às  crianças para as quais  leciona. Os vídeos reuniam fotografias e informações do passado para as crianças conhecessem mais sobre a cidade onde nasceram e moram. Os vídeos também eram publicados no canal de vídeos na Internet, You Tube. Ela resolveu criar a página no Facebook inicialmente para alcançar mais pessoas.

Publicidade
Publicidade