Publicidade
Manaus
Manaus

Manaus ganha certificado de ‘Cidade Resistente’ a desastres naturais

A campanha que incentiva cidades a manterem metas urbanísticas é gerenciada pela Estratégia Internacional para a Redução de Desastres (EIRD) da Organização das Nações Unidas (ONU) 15/09/2014 às 16:56
Show 1
Certificação foi dada por prefeitua cumprir metas da Secretaria Nacional de Defesa Civil (Sedec)
ACRITICA.COM ---

Por meio de um certificado adquirido junto à Organização das Nações Unidas (ONU), Manaus foi considerada uma das cidades brasileiras com capacidade de resistir, absorver e se recuperar - com eficiência e organização - aos efeitos de um desastre natural. A aquisição desse título foi divulgada nesta segunda-feira (15) pela Prefeitura de Manaus.

Conforme a Secretaria de Comunicação (Semcom), dez metas foram alcançadas para aquisição desse certificado, metas consideradas burocráticas e de questões internas, como alianças com a sociedade civil organizada; documentos de orientação à população sobre desastres naturaus; e a criação de espaço para discussão de planos de socorro.

Outros itens são investimento e manutenção em obras infraestrutura como drenagens para evitar inundações; avaliação de segurança em escolas e postos de saúde; identificação de áreas seguras para moradia de população de baixa renda; criação de programas educativos; instalação de sistemas de alerta; e apoio a populações afetadas por desastres.

Além de Manaus, adquiriram esse título as cidades Sairé (PE), Osasco (SP), Belo Horizonte (MG) e Itatiba (SP). Ao todo, 254 cidades brasileiras se candidataram para cumprir as metas e adquirirem o título, mas somente 27 passaram da primeira fase. Agora, as cinco vão participar de intercâmbios de informações na Argentina, Colômbia, Bolívia e Peru. Manaus fará intercâmbio em Meireles, no Peru.

A campanha que incentiva cidades a manterem essas dez metas é internacional e gerenciada pela Estratégia Internacional para a Redução de Desastres (EIRD) da Organização das Nações Unidas (ONU). No Brasil, a iniciativa é da Secretaria Nacional de Defesa Civil (Sedec), do Ministério da Integração Nacional.

“Vamos para o Peru dia 20 de outubro e eles virão para Manaus dia 1º de novembro. O interessante foi o interesse deles em seguir nosso modelo de gestão na prevenção, combate e redução de risco. A cidade ainda não está perfeita, mas essa certificação vai ser importante no caso dos turistas. Os europeus se baseiam muito nessa certificação na hora de escolher uma viagem. Manaus está no caminho certo”, afirmou Aníbal Gomes, Defesa Civil.

Atividades

Conforme a Semcom, Manaus apresentou os principais pontos dentro das Atividades de Redução do Risco de Desastres, como a Elaboração do Mapeamento das áreas de risco geológico da zona urbana de Manaus (Carta Geodésica) e o fortalecimento da Defesa Civil Municipal, através da criação da Secretaria Executiva de Proteção e Defesa Civil de Manaus, conforme a lei delegada N 01 de 31 de julho de 2013.

Após os dois primeiros processos, a Defesa Civil de Manaus trabalhou na realocação de moradores de área de risco por meio do Programa de Desenvolvimento Urbano e Inclusão Socioambiental de Manaus (Prourbis), Projeto de Revitalização do Igarapé do Mindu, Projeto de Reflorestamento e Recuperação de Áreas Degradadas, implantação de áreas de lazer da Comunidade Açaí do bairro do Aleixo e implantação do Loteamento do Buriti I e II.

A Secretaria Executiva de Defesa Civil elaborou projetos de 22 áreas de contenção de encosta dentro do programa de gestão de risco e resposta ao desastre, em parceria com o Governo Federal; executou 10 obras de contenção de encosta; drenagem e desassoreamento de córregos e igarapés de Manaus e a remoção de resíduos sólidos dos igarapés.

No processo de implantação do Programa Municipal de Redução de Risco e Resposta ao Desastre, a prefeitura implantou o Programa Pluviômetros nas Comunidades (instalados em áreas de risco – via Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais) e também o Programa Pluviômetros Automáticos (instalados em áreas de risco – via Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais).

Além disso, a Defesa Civil de Manaus trabalhou na Inclusão da proposta de criação de um Sistema de Alerta de Chuvas Intensas, Deslizamentos e Enchentes com Radar Doppler Meteorológico; levou a Defesa Civil para as escolas, no sentido de orientar alunos para uma possível evacuação em caso de desastre e trabalhou diretamente com as rádios comunitárias; núcleos comunitários de Proteção e Defesa Civil e, por fim, capacitou servidores em ações de Proteção e Defesa Civil.

*Com informações da assessoria de imprensa

Publicidade
Publicidade