Domingo, 22 de Setembro de 2019
Bikes

Manaus ganhará sistema público de bikes compartilhadas em 11 pontos do Centro

O projeto terá 110 bicicletas em 11 pontos iniciais como as praças da Saudade, Heliodoro Balbi, Remédios, Congresso, Dom Pedro II, Matriz, Tenreiro Aranha e Largo São Sebastião



ABr220913FF_TNG4020.jpg A prefeitura não informou se o uso das bicicletas públicas será pago ou gratuito (Foto: Fernando Frazão/ABr)
01/07/2016 às 10:44

Manaus é a 17ª cidade brasileira e a segunda capital da Região Norte a receber o sistema público de bicicletas compartilhadas, com apoio da Prefeitura Municipal. E, ainda na área de lazer e esporte, o Município também vai ganhar estações de mobiliários urbanos esportivos (MUEs). As novidades foram apresentadas nesta quinta-feira (30) durante a inauguração de uma nova academia ao ar livre no Complexo Turístico Ponta Negra.

O projeto de bicicletas públicas terá 11 pontos iniciais, com a previsão de 110 bicicletas disponíveis, que serão instaladas no Centro e nas adjacências, beneficiando a população que poderá fazer deslocamento para o trabalho, lazer e entretenimento. A proposta é uma iniciativa ligada à mobilidade, que hoje está presente em cidades como Rio de Janeiro, São Paulo, Fortaleza, Santos, Brasília, Salvador, Vitória, Belém, Pernambuco, Porto Alegre, Petrolina, Aracajú, Sorocaba, Recife, Belo Horizonte e até em Buenos Aires.

“A ideia é trazermos para esta área, sem custos para prefeitura, dois novos benefícios: as bicicletas compartilhadas e as estações de ginástica. Tenho pela certeza que essas novidades vão transformar, definitivamente, a Ponta Negra um parque de saúde. Fico feliz com tudo isso, assim como as pessoas que aqui frequentam”, comentou prefeito.

Entre os pontos, em estudo, que poderão receber as estações de bicicleta estão: as praças da Saudade, Heliodoro Balbi, dos Remédios, Congresso, Dom Pedro II, da Matriz e Tenreiro Aranha, Palácio da Justiça, Galerias Populares dos Remédios e Espírito Santo, Largo de São Sebastião, Mercado Adopho Lisboa, Parque Jefferson Péres, Boulevard Álvaro Maia, rua Alexandre Amorim, avenidas Joaquim Nabuco, Eduardo Ribeiro e Getúlio Vargas, Terminal T2 (Cachoeirinha) e Prosamim (entre Leonardo Malcher e rua Ramos Ferreira).

“O Centro concentra grande parte de praças, parques e espaços culturais, esportivos, além de escolas e do comércio. Por isso, foi escolhido para ser dotado de estrutura de mobilidade de transporte sustentável, não poluente e que amplia lazer e entretenimento, além dos já conhecidos benefícios do uso da bicicleta”, explicou o diretor-presidente do Implurb, arquiteto Roberto Moita.

A prefeitura não informou se o uso das bicicletas públicas será pago ou gratuito, mas confirmou que será aberto um edital de chamamento público destinado a pessoas jurídicas para a administração do sistema de bicicletas compartilhadas. Veja mais informações sobre a licitação mais abaixo.

As academias

De acordo com o prefeito Arthur Virgílio Neto, a academia foi financiada pelo Governo o Federal e é a segunda entregue pela prefeitura no Complexo somente este ano. “Recentemente inauguramos uma academia no Tupé. Na ocasião, disse que tinha ficado com inveja porque lá eles têm um vista maravilhosa. Agora, Manaus também tem sua academia com uma vista paradisíaca, que contempla a natureza inigualável que adorna a nossa cidade”, brincou.

A academia é formada por 12 equipamentos de ginástica, sendo quatro para alongamento, dois simuladores de cavalgada, três esquis e três multi-exercitadores, dispostos na segunda etapa do complexo, próximos ao quiosque da choperia em container.

Além dos aparelhos para exercícios ao ar livre, a academia conta com área para ginástica de 94,42 metros quadrados e, para maior conforto dos usuários, o espaço recebeu bancos e placas de informações sobre os equipamentos e a prática saudável de atividades esportivas. O projeto foi executado com recursos de convênio com o Ministério das Cidades via Caixa Econômica.

Novos projetos

Os dois editais de chamamento público, destinados exclusivamente para pessoas jurídicas, serão lançados na próxima semana pela Comissão de Licitação do Instituto Municipal de Planejamento Urbano (Implurb). Por meio dos editais, serão celebrados Termos de Cooperação, visando a implantação, operação e manutenção das estações públicas de bicicletas e mobiliários urbanos esportivos.

O Termo de Cooperação tem prazo de 36 meses. Assim que lançados, os editais e seus anexos poderão ser encontrados para download gratuitamente no site transparencia.manaus.am.gov.br, e também ficarão disponíveis para serem adquiridos, sem custos, mediante apresentação de CD-R, DVDR ou pendrive, na Diretoria de Administração e Finanças do Implurb, em horário comercial.

Atividade física

Com população estimada em mais de dois milhões de habitantes, os manauenses aparecem entre os brasileiros que menos praticam atividades físicas: apenas 34% da população realiza algum exercício físico regularmente, o que coloca a cidade como a quinta capital do Brasil que menos pratica atividades.

Com as estações de Mobiliários Urbanos Esportivos (MUEs), a ideia é estimular a prática de exercícios físicos em mais pontos na cidade, contando com a parceria público-privada. Entre os locais identificados para receber os novos aparelhos estão os parques do Mindu, Ponta Negra, dos Bilhares, Passeio do Mindu, além das praças Nilton Lins, CIGs, 1º BIS, Santos Dumont, Campo do Bahia, Jardim Petropolis, Petropolis, e ainda, o Shopping T4, CSU do Parque Dez, o Complexo Desportivo do São José, avenida Brasil, boulevard Álvaro Maia e o igarapé da avenida 24, no Monte das Oliveiras.

*Com informações da assessoria de imprensa


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.