Sábado, 07 de Dezembro de 2019
Manaus

Manaus ganhará um centro 'novo' em 2013

Projeto de reestuturação do Porto da cidade prevê terminais flutuantes, passarelas climatizadas, entre outras coisas, para 2013



1.jpg Em reunião com a diretoria de administração do Porto, a empresa responsável pelo projeto apresentou o balanço até agora
22/12/2012 às 17:16

Vendo que um dos seus mais rentáveis navios vinha vertendo água, a comandante-mor da frota governamental brasileira, presidente Dilma Rousseff, decidiu estancar o vazamento, assumindo diretamente o comando dos Portos do Brasil. Por meio da Medida Provisória 595, de 6 de dezembro, ela tirou de cena o Ministério dos Transportes (MT) e, por tabela, todos que “bebiam na fonte”, criando a Secretaria Especial de Portos (SEP), canal direto com o Palácio do Planalto. E mais: mandou executar um projeto que vai mudar a cara de Manaus, desde a ponte de Educandos, Zona Sul, até o Cais das Torres, Centro, última estação do atual terminal de cargas de Manaus.

O objetivo é transformar a atual região da Manaus Moderna, no Centro, em um porto moderno, a partir de mudanças radicais.



O projeto orçado em R$ 90 milhões, a obra da primeira etapa, envolvendo o espaço atual, está em fase de execução e com data de conclusão para dezembro de 2013. “O Porto já está pronto para a Copa, o que faremos é melhorar o aspecto da casa para receber os visitantes”, garante o Comandante Wilson Cruz, administrador do Porto de Manaus.

Em função da Copa, a prioridade é o trecho entre o Cais do Roadway e o das Torres. Os dois flutuantes serão reformados, ampliados em 100 metros e terão passarelas panorâmicas totalmente climatizadas.

O cais das Torres, nome dado em alusão a quatro torres que sustentavam os teleféricos condutores de carga, será aberto ao público.

 (A íntegra deste conteúdo está disponível para assinantes digitais ou na versão impressa).


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.