Sexta-feira, 23 de Agosto de 2019
RANKING

Dados de 2017 colocam Manaus no Top 10 das cidades com mais homicídios no país

Números do 'Atlas da Violência' destacaram Barcelos como a cidade com maior taxa de homicídios do AM no mesmo ano. Guerra entre facções criminosas capitaneia mortes violentas no estado



De8er3AXUAA0c9C_72211B21-03AC-419B-8C36-C699DE1F37A0.jpg Foto: Arquivo/Ac
05/08/2019 às 21:11

Com taxa de homicídio de 55,9 para cada 100 mil habitantes, a cidade de Manaus é a 9ª capital com maior taxa de homicídios do país. Os números são do ‘Atlas da Violência dos Municípios Brasileiros 2019’, estudo divulgado nesta segunda-feira (5), pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea). A pesquisa leva em conta dados de 2017 para traçar o mapa da violência nos municípios do país.

O Ipea analisou 310 municípios brasileiros com mais de 100 mil habitantes em 2017 e fez um recorte regionalizado da violência no país. O Atlas da Violência – Retrato dos Municípios Brasileiros 2019, elaborado em parceria com o Fórum Brasileiro de Segurança Pública, mostra que houve um crescimento das mortes nas regiões Norte e Nordeste influenciado, principalmente, pela guerra do narcotráfico, a rota do fluxo das drogas e o mercado ilícito de madeira e mogno nas zonas rurais.

Conforme os dados, a capital amazonense registrou, em 2017, 1.187 homicídios. O número indica uma alta de 113,5% em 10 anos - em 2007, conforme o estudo, foram registrados 556 homicídios.

Apesar disso, Manaus é apenas a terceira cidade com maior taxa de mortes violentas do Amazonas, atingindo 55,9 homicídios para cada 100 mil habitantes. Barcelos (distante 401 quilômetros de Manaus), ficou com o primeiro lugar, contabilizando taxa de 100,7 homicídios, quase o dobro da capital. Coari completa o pódio, em segundo lugar, com taxa de 89,7. Os dados referentes a Barcelos foram contestados pelo delegado do município, Roger Makimoto. De acordo com ele, a cidade tem 30 mil habitantes e teve apenas quatro homicídios em 2017, o que tornaria o dado de 100,7 homicídios por 100 mil habitantes irreal. "De plano, vimos as distorções dos dados do Ipea que, como dito, aponta que houve 30 homicídios em Barcelos no referido ano, uma distorção inequívoca", destacou o delegado.

Razões

Segundo a pesquisa, um dos principais motivos para as altas taxas de homicídios é a guerra entre as facções criminosas existentes no estado, principalmente entre a Família do Norte (FDN) e Primeiro Comando da Capital (PCC). A FDN teve origem em 2007, aliando-se ao Comando Vermelho (CV) em 2015, e possui o controle das rotas e do tráfico de drogas no estado, principalmente a rota do rio Solimões, responsável por escoar a droga produzida no Peru e Bolíva.

O massacre do Compaj de 2017, que deixou ao menos 56 mortos, foi citado no estudo como um dos exemplos de mortes provenientes da guerra entre facções. Como o estudo leva em consideração apenas os dados do ano de 2017, os massacres de 2019 não foram contabilizados.

>>> Leia mais: Homicídios aumentaram 134% em 10 anos no AM; mortes de mulheres subiram 121%

Município mais violento do Brasil

O município mais violento do Brasil, com mais de 100 mil habitantes, é Maracanaú, no Ceará. Em segundo lugar está Altamira, no Pará, seguida de São Gonçalo do Amarante, no Rio Grande do Norte. Dos 20 mais violentos, 18 estão no Norte e Nordeste do país. 

De acordo com o coordenador do estudo, o pesquisador Daniel Cerqueira, os municípios mais violentos têm 15 vezes mais homicídios relativamente que os menos violentos. “Em termos proporcionais, a diferença entre os municípios mais e menos violentes corresponde à diferença entre taxas do Brasil e da Europa”, compara.

Luz no fim do túnel

Apesar de os desafios no campo da segurança pública no Brasil serem enormes, para o coordenador do estudo, ainda há esperanças. “Há luz no final do túnel para dias com mais paz no Brasil e a luz passa por políticas focalizadas em territórios vulneráveis. Quando essas políticas são feitas e concatenadas com a política de qualificação do trabalho policial, com inteligência e boa investigação, se consegue, a curto prazo, diminuir os homicídios no país”, disse.

Receba Novidades

* campo obrigatório
News pedro01 9f97d6e2 e058 4e63 8ce7 e934cf255a3d
Repórter de A Crítica

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.