Publicidade
Manaus
ACOLHIMENTO

Manaus recebe mais 180 venezuelanos vindos de Roraima nesta terça-feira

Essa é a terceira leva de imigrantes que chega à capital do Amazonas como parte do processo de interiorização proposto pelo Governo Federal em meio à crise em Roraima 03/09/2018 às 17:40
Show soi.ms r04 122fb9b0 45a4 4aac 82d2 4342653f3d9c
Abrigo onde venezuelanos ficarão abrigados é localizado no Coroado (Foto: Euzivaldo Queiroz / 08/08/2018)
acritica.com Manaus

Atendendo ao processo de interiorização do Governo Federal, Manaus receberá nesta terça-feira, 4/9, às 14h, mais 180 imigrantes venezuelanos vindos de Boa Vista. Essa é a terceira leva de imigrantes que chega à capital do Amazonas e a iniciativa busca ajudar venezuelanos a procurar novas oportunidades em outras localidades do país. 

Desta vez, os imigrantes serão levados para o Abrigo do Coroado, na zona Leste. No local, serão recebidos por uma equipe técnica multidisciplinar que irá atuar de forma a auxiliar no processo de inserção na comunidade e no mundo do trabalho. Todos os imigrantes que aceitam participar da interiorização passam por exame de saúde, são imunizados e abrigados na cidade de destino.

O Abrigo do Coroado, que no ano passado atendeu aos venezuelanos indígenas Warao, foi cedido à Prefeitura de Manaus pelo Governo do Estado. Para atender aos venezuelanos, passou por um processo de adequação realizado pelo Alto Comissariado das Nações Unidas (ACNUR) que estruturou os quartos, comprou mobílias como armários e beliches, ventiladores e uma cozinha industrial. 

A Secretaria Municipal da Mulher, Assistência Social e Direitos Humanos (Semmasdh)  foi a responsável pela estruturação de uma lavanderia e área para a realização de cursos e treinamentos para o mercado de trabalho, além da contratação de equipe técnica que irá acompanhar os imigrantes no dia-a-dia.

A previsão é que os venezuelanos cheguem ao Abrigo do Coroado por volta das 16h.

Atualmente, a Semmasdh atende 383 venezuelanos entre indígenas e não-indígenas, em duas casas de acolhimento, uma no bairro Alfredo Nascimento, na zona Norte, e outra no Centro.

Publicidade
Publicidade