Sábado, 19 de Junho de 2021
Interrupção

Manaus segue Ministério e suspende vacinação de gestantes e puérperas sem comorbidades

A Semsa afirma que somente gestantes e puérperas com comorbidades deverão continuar no programa de vacinação



Vacina-Covid19-Vacinacao-Seringa-Agulha-Aplicacao-Coronavirus-112-scaled-1-868x644_8FE3B5F1-1C68-4761-9836-D17E18DBBC24.jpg Foto: Reprodução/Internet
11/05/2021 às 20:10

A Prefeitura de Manaus, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), suspendeu a vacinação de gestantes e puéperas sem comorbidades  considerando a nova orientação do Ministério da Saúde em relação à aplicação de imunizantes neste grupo. A Semsa afirma que somente gestantes e puérperas com comorbidades deverão continuar no programa de vacinação. 

O anúncio acontece em meio à suspensão da vacinação em grávidas com doses da Astrazeneca/Oxford, e que foi recomendado nessa segunda-feira pela Agência de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Em Manaus, a vacina usada neste grupo é a da Pfizer/Biontech, que realizou testes em grávidas, ao contrário da vacina Astrazeneca, que apontou ausência de testes em pessoas deste grupo. A Semsa afirma que até o momento não ocorreu nenhuma notificação de evento adverso pós-vacinaçãoa em gestantes. 

"A Semsa Manaus reforça que segue as orientações do Ministério da Saúde constantes no Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação contra a Covid-19", diz a nota publicada pela secretária em seu site oficial. 

Manaus iniciou a vacinação em gestantes e puérperas com comorbidades com doses da Pfizer nesta segunda-feira (10). Mais cedo, nesta terça, a Semsa havia ampliado o acesso de vacinação para gestantes e puérperas que não estavam cadastradas no 'Imuniza Manaus'. 



News portal1 841523c7 f273 4620 9850 2a115840b1c3
Jornalismo com credibilidade

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.