Domingo, 22 de Setembro de 2019
Manaus

Mandante do ‘homicídio do carrinho de mão’ na avenida Brasil é preso em Manaus

"Tubarão" foi capturado após a polícia monitorar o trajeto da esposa dele pela estrada BR-319. Ele é o quinto suspeito de envolvimento na morte de um homem que teve o corpo despejado em um carrinho de mão em Manaus



1.jpg Jackson é considerado pela polícia como o mandante do crime
26/09/2013 às 19:46

Jackson Pereira da Silva, 28, conhecido como “Tubarão”, foi preso na tarde desta quinta-feira (26) em Manaus como suspeito de ser mandante do homicídio de Antônio Gabriel da Silva Rodrigues, 26, morto com 30 facadas em julho deste ano. O corpo da vítima foi encontrado, na época, em um carrinho de mão embaixo de uma ponte da avenida Brasil, na Zona Oeste da capital.

“Tubarão” era o único suspeito do homicídio que faltava ser preso pelos policiais do 5º Distrito Integrado de Polícia (DIP), responsáveis pelo caso. Outros quatro homens já haviam sido capturados: Demerson Ramos Coelho, Hugo Sales de Souza, Ramon Santos da Silva e Elielson Menezes Lacerda. Dois adolescentes com participação no delito também foram apreendidos.

A prisão de “Tubarão” ocorreu no Lago do Nery, no km 54 da BR-319, no município do Careiro Castanho (há 24 km de Manaus), e só foi possível, segundo a polícia, após o monitoramento da esposa dele. Os policiais seguiram a mulher em trajeto pela avenida Brasil até o porto da Ceasa, na capital, depois embarcando em balsa e em seguida em ônibus na BR-319, até desembarcar no km 54.

A captura de Jackson ocorreu quando ele vinha em uma “voadeira” ao encontro da esposa, no momento em que ele encostou a pequena embarcação na beira do lago. A prisão foi feita em cumprimento de mandado de prisão expedido na 3ª Vara do Tribunal do Júri da capital.

30 facadas

Antônio Gabriel foi morto após receber 30 golpes de faca na madrugada do dia 2 de julho de 2013, por volta das 4h30, no beco União, bairro Santo Antônio, na Zona Oeste. Na época, Elielson foi o primeiro a ser preso. Ele foi apontado por moradores que o viram carregando no carrinho de mão o corpo da vítima até na avenida Brasil. Na época, ele disse que o motivo do crime era uma dívida de R$ 850 que a vítima tinha com ele.

*Com informações do repórter Adriano Silva


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.