Publicidade
Manaus
RELIGIÃO

Culto à família brasileira e orações pelo fim da corrupção marcam 'Marcha para Jesus'

Até o fim da tarde deste sábado, só no sambódromo, mais de 300 mil cristãos se uniram para assistir ao show do pastor Leonardo Gonçalves 02/06/2018 às 18:50 - Atualizado em 02/06/2018 às 20:05
Show 3
(Foto: Márcio Silva)
Naís Campos Manaus (AM)

A 25ª Marcha para Jesus reuniu milhares de evangélicos neste sábado, 2, em uma caminhada pelas ruas do centro da capital. A jornada se estendeu pela avenida Constantino Nery até a avenida Pedro Teixeira, onde um Sambódromo com mais de 300 mil pessoas aguardava o show do pastor e cantor, Leonardo Gonçalves. Cristãos de pelo menos 250 igrejas de ramificações evangélicas participaram do evento, incluindo as tradicionais Assembleia de Deus, Restauração, Universal, Sara a Nossa Terra e Aliança. 

Entre os propósitos da caminhada deste ano, promovido pela Ordem dos Ministros Evangélicos do Amazonas (Omeam), foram estabelecidas metas de orações voltadas ao combate à corrupção, o destravamento da economia brasileira e pelas próximas eleições gerais de 7 de outubro. “Que saia o homem mau e não reine sobre nós”, intercedeu o apóstolo Alexandre do Carmo.

Mesmo com a iminente promessa da manutenção da greve dos rodoviários, os “irmãos” não se intimidaram ao utilizarem da criatividade para chegarem aos locais de percurso da caminhada. Os amigos Ivone Sá, Daniela Graça, Ane Bahia e Sandro Costa, por exemplo, vieram para a Marcha utilizando o serviço de transporte por aplicativos e até a pé dos bairros Santo Antônio e São Jorge para não perderem o evento. 

"Há 12 anos participamos da marcha e proclamamos que somos brasileiros, amamos o Brasil", afirmaram ante o cenário da atual crise nos transportes e falta de abastecimento no País. Daniela Bahia, da igreja Getsêmane aproveitou o movimento para angariar recursos com a venda de comidas a obras sociais da sua igreja. "Ajuda na divulgação do Evangelho", afirmou. 

PELAS FAMÍLIAS

O pastor Eriberto Costa, um dos coordenadores da Omeam afirmou que um dos propósitos do evento é a oração pelo resgate da família tradicional. "Nossas famílias são a base da sociedade e devemos preservá-las", disse.

O bancário Alan Fonseca machucou o pé, mas garantiu sua participação na caminhada apenas observando. É a segunda vez que ele vem ao evento. "A primeira vez foi em Porto Velho-Ro", contou. 

Na parte final da marcha, os evangélicos promoveram um "abraçaço" pela paz no Amazonas em frente ao shopping Millenium. O centro de compras também foi alvo de orações pela economia do Estado e a prosperidade dos amazonenses.

Publicidade
Publicidade