Publicidade
Manaus
Manaus

Márcio Meirelles é exonerado da Sejus

Meirelles assumiu o cargo em maio do ano passado, em meio a uma turbulência no sistema penitenciário do Amazonas 07/03/2013 às 22:43
Show 1
Meirelles foi exonerado nesta quarta-feira (06)
Camila Pereira Manaus (AM)

Quatro dias após a fuga de 42 detentos do Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj), o Governador Omar Aziz exonerou da Secretaria de Estado de Justiça e Direitos Humanos (Sejus), Márcio Rys Meirelles de Miranda, na noite desta quarta-feira (06). Ele ficou no cargo durante nove meses. O cotado para a pasta é o delegado federal Wesley Aguiar, que compôs o secretariado do ex-prefeito de Manaus Amazonino Mendes (PDT).

Meirelles assumiu o cargo em maio do ano passado, em meio a uma turbulência no sistema penitenciário do Amazonas com denúncias de presos desfrutando de privilégios nas unidades prisionais de Manaus, com direito a bebidas alcoólicas, festas e até banho de piscina nos presídios, tudo com a permissão de servidores do sistema.

O ex-titular, ao assumir, prometia transparência ampliação das chances de capacitação dos presos e aplicação dos Direitos Humanos dentro dos presídios.

Em sua gestão, Meirelles enfrentou, além de fuga de detentos, denúncias de espancamento, brigas entre presos, rebeliões, e um explosivo encontrado no muro de uma das unidades prisionais. A Secretaria de Justiça administra dez unidades na capital e oito nos municípios de Coari, Humaitá, Maués, Itacoatiara, Tefé, Tabatinga, Parintins e Manacapuru.

Márcio Meirelles é formado em Administração pela Universidade Federal do Amazonas, Direito pelo Ciesa, especialista em Engenharia de Produção e Direito Penal, mestre em Administração Pública pela Fundação Getúlio Vargas.

Publicidade
Publicidade