Publicidade
Manaus
OPORTUNIDADE

Marinha lança concurso com 1.300 vagas para formação de fuzileiros navais

As vagas estão sendo oferecidas para Manaus, Brasília, Rio Grande do Sul, Belém, Mato Grosso do Sul, Natal, Salvador e São Paulo 10/02/2017 às 15:04 - Atualizado em 10/02/2017 às 19:30
Show fuzileiros
Foto: Arquivo AC
Amanda Guimarães Manaus (AM)

A Marinha do Brasil lançou um edital para concurso de admissão ao Curso de Formação de Soldados Fuzileiros Navais (C-FSD-FN) referente as duas turmas do ano de 2018. No total, estão sendo oferecidas 1.300 vagas para ocupação em diferentes cidades do país. O documento foi divulgado no Diário Oficial da União (DOU), na quinta-feira (09).  

As inscrições estarão abertas a partir do dia 2 de março  e seguem até 30 de março de 2017. Elas deverão ser feitas apenas pelo site da Marinha. O valor da taxa é de R$ 30,00, que pode ser pago em qualquer agência bancária. 

As vagas estão sendo oferecidas para locais como Manaus, Brasília, Rio Grande do Sul, Belém, Mato Grosso do Sul, Natal, Salvador e São Paulo. Partedas oportunidades são destinadas aos negros autodeclarados.

O concurso terá seis etapas, que são exame de escolaridade, verificação de dados biográficos, verificação de documentos, inspeção de saúde, teste de suficiência física e exame psicológico. Os candidatos aprovados no concurso e classificados dentro do número de vagas serão matriculados no C-FSD-FN e o realizarão na condição de Recruta Fuzileiro Naval (RC-FN). 

Durante o curso, além de serem proporcionados alimentação, uniforme e assistência médico-odontológica, o fuzileiro receberá remuneração atinente à sua graduação, como previsto na Lei de Remuneração.

Requisitos

A Marinha também aponta alguns requisitos para a inscrição do candidato, atendendo tanto o aspecto físico como escolar, que são: ser brasileiro, do sexo masculino; voluntário, ter no mínimo 18 anos e no máximo 21; não ser isento do serviço militar; estar em dia com as obrigações militares; ter concluído o ensino médico; ter altura mínima de 1,54 e máxima de 2,00, entre outros.

Publicidade
Publicidade