Quarta-feira, 21 de Agosto de 2019
GOOGLE

Massacre do Compaj foi o assunto mais pesquisado no Google sobre Manaus em 2017

Entre as 25 consultas relacionadas a Manaus feitas por usuários do Google que mais cresceram no ano passado, 23 são sobre o sistema prisional do AM e a rebelião sangrenta



compaj.jpg Câmeras de monitoramento do Compaj durante o massacre. Foto: Arquivo A Crítica
09/01/2018 às 12:29

O Google divulgou números que podem ajudar a mensurar o tamanho da repercussão nacional – e por que não internacional - da chacina que ficou conhecida como “Massacre do Compaj”, ocorrida na primeira semana de 2017, em que 56 detentos do maior presídio do Amazonas foram mortos.

Entre as 25 consultas relacionadas a Manaus feitas por usuários do Google que mais cresceram no ano passado, 23 são sobre o incidente que abalou o sistema prisional do Estado.

Segundo o Google, consultas como ‘massacre em manaus’, ‘fotos do massacre em manaus’, ‘vídeos do massacre em manaus’ e ‘chacina no presídio de manaus’ foram algumas das que mais aumentaram na comparação com o ano de 2016.

“Os usuários pesquisando pelo termo (Manaus) também pesquisaram por estas consultas”, explica o Google.

As 18 primeiras consultas relacionadas que aparecem na lista (disponível na ferramenta Google Trends) são sobre as rebeliões realizadas por presos do Amazonas há um ano.

A maioria das consultas é classificada pelo Google como de “aumento repentino”. O que, segundo a empresa, significa dizer que elas foram buscas novas e que tiveram nenhuma ou poucas pesquisas durante 2016. Algo que pode ser interpretado como óbvio, já que a chacina no Compaj aconteceu em 2017.

Ainda assim, em termos absolutos, as consultas ‘massacre manaus’ corresponderam a cerca de 15% das buscas por ‘olx manaus’, que, de acordo com o Google, foi a pesquisa relacionada à capital do Amazonas mais realizada pelos internautas. A pesquisa é a 5ª mais realizada no Google em 2017 entre as ligadas a Manaus.

Em 2017, buscas como ‘vídeos do massacre em manaus’, por exemplo, cresceram mais de 4.150% na comparação com o ano anterior.

As consultas relacionadas ao Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) da cidade de Manaus em 2017, no 19º lugar, e sobre o evento Villa Mix, na 23ª posição, são as exceções da lista de 25 pesquisas.

Durante 2016, as consultas relacionadas a Manaus feitas por usuários do Google que mais haviam crescido na comparação ao ano anterior eram relacionadas as Eleições Municipais daquele ano, programas sociais como o Bolsa Universidade e shows sertanejos que aconteceram na cidade.

Janeiro é o mês campeão de buscas

De acordo com o Google, o maior pico na quantidade de pesquisas sobre Manaus em 2017 foi registrado nos primeiros dias do ano, mesmo período em que o “Massacre do Compaj” aconteceu e tomou conta dos noticiários.

Ainda no primeiro trimestre do ano passado, o número de buscas por Manaus caiu para abaixo da metade do “boom” notado pelo Google durante os primeiros dias de 2017. A quantidade de pesquisas sobre a capital amazonense sequer voltou a ter um pico que atingisse ao menos a metade da marca alcançada na primeira semana do ano.

O Google não divulgou a quantidade específica de pesquisas sobre Manaus realizadas ao longo de 2017.

Em 2016, o grande salto no número de pesquisas sobre a capital do Amazonas foi registrado na primeira semana de outubro, período próximo à realização das Eleições Municipais.

Portugal é o segundo país que mais pesquisa sobre Manaus

Quando o assunto é país de origem, o maior número de pesquisas sobre Manaus ocorre no Brasil. Em segundo lugar, com uma larga diferença na quantia de buscas, aparece Portugal.

Segundo o Google, consultas realizadas em território lusitano correspondem a aproximadamente 2% das pesquisas sobre Manaus realizadas no Brasil. O pais vizinho Venezuela ocupa a 3ª colocação no ranking, com cerca de 1% da quantidade de que acontecem no ambiente virtual brasileiro.

Em ordem decrescente, Argentina, Itália, França, Espanha, Alemanha, Estados Unidos e Reino Unido completam a lista de 10 países em que mais se pesquisa sobre Manaus no Google.

O interesse dos portugueses pela capital amazonense pode ser visto como algo recente. Em 2016, o país não aparecia na lista dos que mais buscavam por Manaus. Outro fato que chama atenção no comparativo com 2016 é a queda de 4 posições (da 5ª para a 9ª) por parte dos Estados Unidos no ranking de países que mais procuram sobre a cidade.

Depois de Manaus, Boa Vista

A cidade em que os internautas mais buscam sobre a capital do Amazonas, segundo o Google, é a própria Manaus. Em segundo lugar aparece outra cidade da região Norte do Brasil: Boa Vista. A quantidade de pesquisas na capital de Roraima é igual a 6% das consultas realizadas em Manaus.

Segundo os dados do Google, Belém, Brasília, Fortaleza, Rio de Janeiro, Goiânia, Diadema (SP), Belo Horizonte e São Paulo são as outras cidades que integram o ranking de 10 municípios onde mais se pesquisa por Manaus.

Outra curiosidade chama atenção no comparativo com 2016. Assim como no âmbito dos países, o segundo colocado na lista de cidades onde mais aconteceram buscas sobre Manaus também não estava na “lista dos 10 mais” do ano anterior. No ano retrasado, a capital federal do país foi quem ocupou o 2º lugar do ranking.

Receba Novidades

* campo obrigatório

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.