Publicidade
Manaus
EXPECTATIVA

Médicos avaliam retirar Sabino do coma induzido em até cinco dias, diz família

Parlamentar passou por novo exame nesta quarta (16) em São Paulo. Deputado está internado no Hospital Sírio-Libanês desde ontem (15) após sofrer AVC 16/08/2017 às 19:40 - Atualizado em 16/08/2017 às 19:55
Show sabino
Sabino está internado desde ontem (15) em São Paulo após passar por duas cirurgias em Manaus (Foto: Arquivo/AC)
acrítica.com Manaus (AM)

A equipe médica que acompanha o deputado federal Sabino Castelo Branco (PTB) no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, pensa em retirá-lo do coma induzido em até cinco dias, conforme familiares. O parlamentar passou por um novo exame na tarde desta quarta-feira (16), o de arteriografia cerebral, o que deixou os parentes otimistas.

Sabino está internado em São Paulo desde ontem (15), após sofrer um acidente vascular cerebral (AVC) na noite deste domingo (13). Antes de ser transferido, ele chegou a passar por duas cirurgias em Manaus.

De acordo com o filho de Sabino, Reiner Castelo Branco, os médicos afirmam que em cinco dias será possível retirá-lo do coma induzido. O procedimento é utilizado para proteger o cérebro de maiores desgastes e para prevenir danos causados por neurocirurgia.

Conforme a ex-mulher de Sabino, a ex-deputada estadual Vera Castelo Branco, o resultado do exame em São Paulo foi bastante positivo.

"O cérebro dele está ótimo, perfeito. Os médicos acreditam que dentro de três a quatro dias ele pode estar consciente", afirmou Vera, que também diz ter recebido outra boa notícia. "Não tem nenhum sinal de sequelas".

A arteriografia cerebral - também conhecida como angiografia - é um exame que ajuda a encontrar obstruções nos vasos sanguíneos da cabeça ou pescoço, que podem ocasionar AVCs ou aneurismas.

Publicidade
Publicidade