Publicidade
Manaus
Manaus

Médicos e acadêmicos do Amazonas organizam ato público

Manifestação será em defesa da saúde pública e contra a facilitação na contratação de médicos estrangeiros 27/06/2013 às 08:36
Show 1
Manifestação dos estudantes em frente a Susam (10/05/2013)
acritica.com Manaus (AM)

O Sindicato dos Médicos do Amazonas (Simeam) realiza na próxima terça-feira (2), às 19h, na sede do Conselho Regional de Medicina do Amazonas (Cremeam), uma reunião com profissionais médicos e acadêmicos de medicina para definir as estratégias de luta em defesa da saúde pública e contra a importação de médicos estrangeiros sem a revalidação do diploma. No dia 3 de julho a entidade realiza coletiva à imprensa e ato público.

As principais reivindicações da categoria são: criação da carreira de estado, realização de concurso público, segurança nas unidades de saúde, melhores condições de trabalho, piso nacional, compromissos não cumpridos, assumidos pela Semsa e Susam, durante a greve entre outros assuntos.

No dia 3 de julho, seguindo a mobilização nacional contra a importação de médicos formados fora do Brasil, sem o Revalida, o Simeam realiza às 16h, na sede do Cremam nova reunião com a categoria e às 17h, coletiva à imprensa e ato público em frente à sede da entidade, localizada na Avenida Senador Raimundo Parente, n° 6, Praça Walter Góes, bairro de Flores, na Zona Centro-Sul de Manaus. 

De acordo com o presidente do Simeam, Dr. Mario Vianna a reação das entidades médicas nacionais e regionais simboliza a resistência dos profissionais e dos cidadãos ao estado de total abandono que afeta a rede pública, principalmente na área da saúde.

“Não vamos aceitar a manobra política que vai flexibilizar a contratação de médicos estrangeiros, cotados para atuar no interior do Amazonas. Medidas paliativas não solucionam o caos da saúde no país. A população merece repeito e os profissionais seus direitos trabalhistas resguardados”, destacou Vianna.

*Com informações da Assessoria de Imprensa do Simeam

Publicidade
Publicidade