Publicidade
Manaus
Arrecadar fundos

Médicos fazem campanha para ajudar no tratamento de pacientes com câncer ocular

Através de crowdfunding (financiamento coletivo), o objetivo é arrecadar fundos para tratar pessoas carentes com câncer ocular no Amazonas 25/04/2016 às 16:54 - Atualizado em 25/04/2016 às 18:05
Show olho
Todos os recursos serão utilizados para financiar as despesas de viagem dos médicos de São Paulo a Manaus, sendo que o trabalho dos médicos é voluntário (Júlia Moésia/Agência Brasil)
ACRITICA.COM

Médicos do Instituto da Visão e do Departamento de Oftalmologia da Universidade Federal de São Paulo, com apoio da Sociedade Pan-Americana de Oncologia Ocular, estão realizando uma campanha de crowdfunding para arrecadar fundos destinados a tratar pacientes carentes com câncer ocular, no Centro de Oncologia Ocular do Amazonas.

Crowdfunding é nova maneira de doar para projetos sociais que é muito popular nos Estados Unidos e agora vem crescendo no Brasil. A doação é realizada pela internet de maneira segura e cada valor de doação recebe uma “recompensa” pelo ato louvável.

O Centro de Oncologia Ocular do Amazonas iniciou as atividades em 2014 com ajuda da Fundação Champalimaud de Portugal por intermédio do presidente Fernando Henrique Cardoso, membro do Conselho Geral da fundação. Em dois anos de atividade foram tratados 156 pacientes com câncer ocular de toda a região Norte do Brasil. Todos os pacientes foram atendidos de graça e os médicos de Manaus e São Paulo são voluntários e não recebem salario.

A iniciativa reuniu um grupo de pessoas sensibilizadas com a causa, que disponibiliza objetos e experiências como recompensa para os doadores, de acordo com o valor da contribuição, entre R$ 10 e R$ 5 mil.

O intuito é arrecadar valor que permita que o centro continue funcionando. Todos os recursos serão utilizados para financiar as despesas de viagem dos médicos de São Paulo a Manaus, o trabalho dos médicos é voluntário. Os recursos são administrados pelo Instituto da Visão, em São Paulo, parceiro da Fundação Piedade Cohen em Manaus. Relatório de despesas das contas auditadas será disponibilizado aos doadores.

As recompensas incluem desde um cartão digital de agradecimento (a pessoas que doarem R$ 10) até óculos de sol da famosa ótica Ventura, jantar no premiado restaurante OpyCo de São Paulo até móveis design de Estevão Toledo e obras de arte de João Betti, dependendo do valor do investimento. Também serão homenageados com placas nominais na parede do ambulatório alguns dos doadores.

O presidente Fernando Henrique Cardoso também contribuiu com doação de um exemplar de cada um de seus livros, que virão acompanhados de dedicatória de próprio punho do presidente em nome de quem doar para o projeto.

Segundo o Dr. Rubens Belfort Neto, “por meio desta iniciativa conseguiremos a manutenção adequada das atividades do Centro de Oncologia Ocular do Amazonas, para que pacientes com câncer ocular possam ter o diagnóstico precoce e acesso aos tratamentos mais novos. Destaco que este Centro é o único em toda a região norte do país, que tem esta especialidade e que não tem financiamento pelo SUS naquela região. Precisamos de 28mil reais por ano para que o centro funcione e esperamos financiar por até 10 anos com os recursos deste projeto”, afirma Belfort, que é presidente da Sociedade Panamericana de Oncologia Ocular.

Com duração de um mês, a campanha começa hoje no site: https://www.catarse.me/pt/amazonas

*Com informações da assessoria de imprensa

Publicidade
Publicidade