Quarta-feira, 19 de Junho de 2019
Manaus

Médicos fazem novo alerta sobre câncer de pele

Exposição, mesmo que episódica, ao sol é um fator de risco para câncer de pele



1.jpg De acordo com o dermatologista, a cada 100 casos de canceres diagnosticados, 27 são de pele0
29/11/2013 às 08:16

A Sociedade Brasileira de Dermatologia promove amanhã uma campanha  de prevenção do câncer de pele. Segundo o dermatologista Fabiano Franciscane, a ação visa a prevenção da doença, uma das mais comuns na região.

De acordo com o dermatologista, a cada 100 casos de canceres diagnosticados,  27 são de  pele. Para ele é preciso proteger as crianças, pois 80% do sol que as pessoas tomam durante a vida é até os 20 anos de idade. “As pessoas dizem que não tomam sol, mas no fim de semana fazem passeios, vão a praia, esse sol mesmo que seja uma por mês é perigoso, é chamado pelos especialistas de exposição recreacional ou intermitente e ele é o que mais está associado ao câncer de pele”, explicou o médico.

Sobre os sintomas, o dermatologista diz que se as pessoas encontrarem feridas que não lembram onde se machucaram, uma cicatriz que não sabe de onde veio, uma bolinha na pele que brilha ou que é transparente. Com esse sinais  é preciso buscar ajuda médica o quanto antes.

Congresso

Ontem, no segundo dia do 2º Congresso Pan Amazônico de Oncologia, a coordenadora de Ensino e Pesquisa da Fundação Centro de Controle de Oncologia do Estado do Amazonas (FCecon), Kátia Luz, disse que o foco de discussões da doença em todo o Brasil são os cânceres de colo de útero e de mama que também se destacam em número de casos no Estado. De acordo com a médica o motivo dessa maior incidência ainda precisa ser estudado para verificar o que o Amazonas apresenta de diferente, se é somente fatores econômicos, culturais ou tem algo mais.

Entre os homens a médica alerta para o câncer de próstata e de penis.”Nos  homens fala-se muito do câncer de próstata, mas o número de casos de câncer de penis tem aumentado consideravelmente e também é foco de estudo”, destacou Kátia Luz.

Segundo a médica os homens precisam ficar atento a qualquer mudança no corpo, pois o que tem se percebido são homens que chegam nos consultórios com lesões de alto grau e não tem consciência precoce de se preocupar com aquela lesão.

No congresso 65 trabalhos produzidos por pesquisadores da Fundação Cecom junto com estudantes de iniciação cientifica estão sendo apresentados.

Novos núcleos de pesquisas

Para buscar alternativas em tratamento e qualidade de vida dos pacientes com câncer a Fundação Centro de Controle de Oncologia do Estado do Amazonas (FCecon)  iniciou o processo de construção de novos  núcleos de pesquisa. Hoje, de acordo com a Kátia Luz, as pesquisas na fundação contam com  um corpo clinico de oito doutores, 18 mestres e diversos especialistas. “O grande prêmio para quem pesquisa é conseguir avanços que melhorem a vida dos pacientes”, lembrou a médica.

Apesar do progresso nas pesquisas a médica afirma que ainda tem muita coisa a ser feita, como por exemplo, melhorias nos laboratórios e a criação de espaços exclusivos para a pesquisa. “A fundação tem diversos laboratórios para assistência e hoje, ainda precisa dividir esses espaços com a pesquisa”, disse a médica.

Receba Novidades


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.